Como Ser Uma Pessoa Fria?

Como Ser Uma Pessoa Fria

Como é ser uma pessoa fria?

Pessimistas – Uma pessoa fria também costuma ser pessimista, pois considera que todo o mundo quer e pode aproveitar-se dos outros. Ao invés de ver o lado bom do ser humano, foca-se no mau e pensa que ele é como um “lobo” social, mais do que uma pessoa com vontade de fazer o bem e de se relacionar de forma positiva.

Como se tornar uma pessoa mais fechada?

Baixe em PDF Baixe em PDF Não há nada de errado em ser uma pessoa que gosta de falar, mas todos às vezes precisamos parar e ouvir o que os outros têm a dizer. Em algumas situações, como durante os estudos e reuniões de trabalho, é preciso saber ficar quieto. Aprender a ficar em silêncio pode melhorar drasticamente seus relacionamentos, pois você demonstrará que valoriza o que os outros têm a dizer.

  1. 1 Sempre pense antes de agir. As pessoas quietas costumam ser menos impulsivas, ponderando todas as decisões antes de agir. Elas seguem com força deliberada, sem nunca entrar de cabeça nas situações antes de ponderar bastante. Isso o ajudará a tomar decisões melhores, principalmente no que diz respeito às discussões. Antes de agir e falar, pare e pense bem no que está para acontecer.
    • Quando pensar antes de falar, você certamente beneficiará seus relacionamentos e sua vida profissional ou acadêmica.
  2. 2 Mantenha uma linguagem corporal aberta e gentil, As pessoas quietas são mais fáceis de se abordar do que aquelas escandalosas e agressivas, pois mantêm uma linguagem corporal modesta e expressões neutras no rosto, sem se cercar de drama e problemas visíveis. Por conta disso, elas são percebidas como mais gentis do que as pessoas tagarelas, apesar de esse nem sempre ser o caso.
    • Para ser mais aberto e acessível, mantenha a cabeça erguida e olhe ao redor, analisando o ambiente. Fique com uma postura casual e confortável, como faria se estivesse sentado em uma sala de espera vazia. Observe as coisas que normalmente não notaria se estivesse ocupado conversando com os outros.
  3. 3 Tenha calma e paciência, Quando se está com uma pessoa quieta, você acaba absorvendo o efeito relaxante dela nas situações. No fim, todos acabam se acalmando e pensando de modo mais claro. Por que essa fonte de calmaria não pode ser você? Quando todos estiverem surtando seja a voz da razão. Se você abrir a boca raramente, as pessoas realmente vão prestar atenção no que tem para dizer.
    • Essa mudança é empoderadora e pode transformá-lo em um líder eficaz. Quando você é a pessoa calma e reservada, falando só quando necessário, as pessoas certamente seguirão sua liderança.
  4. 4 Conquiste a confiança dos outros sendo uma pessoa direta e leal, Sempre fale a verdade e cumpra os combinados. Use as palavras com parcimônia, para que todas elas tenham efeito, e as pessoas darão valor a isso. Publicidade
  1. 1 Fale apenas quando tiver algo para dizer. Evite bater papo de bobeira, sem ter alguma coisa de valor para falar. Com o tempo, as pessoas vão dar mais ouvidos a você, pois sabem que o que vai dizer é algo importante.
    • Se fala demais, sinal de que “dilui” o que tem a dizer, reduzindo a importância do seu discurso. Escolher bem as suas palavras aumenta o impacto delas.

    DICA DE ESPECIALISTA Klare Heston é Assistente Social Clínica em Cleveland, Ohio. Com experiência em assessoria acadêmica e supervisão clínica, Klare recebeu seu título de Mestra em Assistência Social pela Virginia Commonwealth University em 1983. Possui um certificado de Pós-Graduação pelo Gestalt Institute of Cleveland, assim como titulação em Terapia Familiar, Supervisão, Meditação, Tratamento e Recuperação de Traumas. Suas palavras têm mais impacto quando você as escolhe com cuidado. Klare Heston, uma assistente social, diz: “Em vez de encher os ouvidos dos outros com palavras vazias, escolha o que dizer com cuidado, quando sentir que há espaço para você contribuir. Você não precisa ser o centro das atenções para ter confiança. De fato, em geral, ser o centro das atenções pode abalar sua confiança!”

  2. 2 Deixe que o outro domine a conversa, a menos que isso seja importante. Se a discussão não for muito importante — como no caso de uma reunião de trabalho — deixe que outra pessoa a controle. Isso não deve acontecer sempre, mas é um bom caminho para aprender a falar apenas quando necessário.
    • Isso o ajudará a se tornar um ouvinte melhor, pois você focará na outra pessoa e tentará fazer com que a conversa gire em torno dela. Acredite, você se surpreenderá com o quanto aprenderá com o papo.
    • Não seja quieto demais ao conhecer uma nova pessoa, pois ela pode achar que você é estranho ou que não é digno de conversar. Tente encontrar um equilíbrio entre ouvir as pessoas e fazer perguntas interessantes.
    • Não fale quando for desnecessário. Pense antes de falar e faça pausas quando estiver muito animado. Tome muito cuidado para não interromper os outros.
  3. 3 Observe a linguagem corporal da pessoa com quem está conversando. Separe um tempo para ouvir o significado por trás das palavras deles, em vez de tirar conclusões precipitadas só para tecer seus comentários. Como essa pessoa está se sentindo? Como ela está reagindo à situação? Quais informações você está captando agora e passaram despercebidas antes?
    • As pessoas que gostam de falar também podem prestar atenção nas conversas, mas vai ser muito mais fácil fazer isso focando em ouvir o outro em vez de falar.
  4. 4 Pare de interromper os outros. Ao interromper uma pessoa, você demonstra total falta de respeito pelos sentimentos dela. Deixe que terminem de falar antes de começar a dizer o que pensa. Se não tem certeza se o outro terminou de falar ou não, é só dizer “Perdão, eu te interrompi? Continue!”. Assim, a pessoa sentirá que tem mais valor para você.
    • Pare e pense no quanto cada um de vocês falou na conversa. Se faz um tempo desde que você opinou em algo, então vá e fale! Nenhuma conversa vale a pena se só uma das partes fala, afinal de contas! O contrário também vale: se está falando há um tempo, deixe que o outro opine também. O ideal é que os papos sejam equilibrados e que todos concluam as ideias antes de passar a bola.
  5. 5 Faça perguntas focadas na outra pessoa. Quem não gosta de falar de si mesmo? Se permitir que os outros se coloquem sob os holofotes, você será amado! Ser quieto não significa ser mudo, mas sim usar as palavras de modo sucinto, fazer perguntas interessantes e emitir opiniões dignas de serem ouvidas. Não se mande calar a boca! A ideia é apenas fazer as perguntas certas.
    • Digamos que um conhecido tenha pulado de paraquedas. Em vez de dizer “Ah, legal, eu já pulei e foi demais!”, diga “Que legal! E como foi? Você já havia pulado antes ou foi a primeira vez?”. Se o outro estiver investido na conversa, ele também vai perguntar sobre suas experiências.
  6. 6 Fale mais baixo, de modo tranquilo e calmo. Obviamente, não fale sussurrando, ou as pessoas vão achar que estão surdas e vão pedir que repita mais alto. As pessoas quietas normalmente socializam de modo mais tranquilo, mesmo quando precisam falar alto. Poucas coisas as deixam de cabeça quente e elas aprendem a demonstrar a empolgação através de expressões faciais e outros mecanismos vocais.
    • Há uma linha tênue entre falar baixo e irritar os outros. Se ninguém conseguir ouvir o que você tem a dizer, vai ser preciso repetir, atrapalhando o fluxo natural da conversa e frustrando as pessoas. Portanto, abaixe o seu volume, mas não fique sussurrando.
  7. 7 Seja respeitado por falar de modo articulado e com menos palavras, As pessoas que pensam bem antes de falar normalmente falam com mais sabedoria. Isso acaba conquistando o respeito dos outros e fazendo com que elas pareçam mais competentes. Fale alto quando tiver algo para dizer, mas não se sinta na obrigação de preencher os silêncios constrangedores.
    • Ao guardar as palavras apenas para coisas necessárias, sua fala será mais eficaz. Converse de modo a manter seu comportamento quieto, falando apenas palavras importantes e significativas.
  8. 8 Use o rosto para se expressar. Quando precisa colocar para fora aquele comentário que estava segurando há tempos, use as expressões faciais para demonstrar seus sentimentos. Revirar os olhos ou dar uma risadinha são coisas que farão com que os outros notem pequenas coisas em você.
    • Tome muito cuidado com isso, pois o silêncio acompanhado de uma careta pode ofender algumas pessoas. Se tem um amigo sensível, o seu revirar de olhos pode acabar causando inimizade entre vocês. Saiba adequar as expressões para as pessoas e situações certas.
  9. 9 Abra a cabeça. Não presuma que uma opinião diferente da sua é errada, burra ou maldosa. Tente entender o ponto de vista da pessoa e qual a origem dele. Assim, você verá os dois lados da moeda e conseguirá formular uma resposta adequada. A ideia é fazer questionamentos bons e pensar muito na conversa que está tendo.
    • Obviamente, o fato de uma pessoa ser quieta não a torna mais compreensiva. A questão é que, quando se está ouvindo, é mais fácil entender o argumento do outro e deixar que ele o explique completamente.
    • Não fique em silêncio só para incomodar os outros. Quando usado para evitar confrontos, o silêncio não ajuda e é covarde. Expresse suas opiniões com argumentos razoáveis, sem elevar a voz, mas sem ficar em silêncio.
    • Não seja indelicado ou grosseiro. Fale de modo educado sempre que alguém conversar com você, e responda de modo inteligente. Nunca é bom dar respostas monossilábicas, pois isso fará com que você pareça esnobe. Seu objetivo deve ser se tornar uma pessoa concisa, não grossa.

    Publicidade

  1. 1 Medite para acalmar a mente por alguns minutos, todos os dias. Além de ajudar sua cabeça a ter uma visão mais clara e contemplativa, a meditação reduz o colesterol e a pressão arterial. Cerca de dez minutos diários podem deixá-lo em um estado mais zen por até 24 horas.
    • Se não é uma pessoa capaz de meditar, tente substituir a prática por outras atividades, como caminhar em um parque ou sentar em um banco para ler um livro. Escreva em um diário! Faça o que for necessário para curtir um tempo sozinho.
    • As pessoas o provocam dizendo que você precisa relaxar e ir caminhar? Que tal provocá-las de volta e seguir essa dica?
    • Viva no presente praticando técnicas como a consciência plena e a direção zen. Contemplar os mistérios da ciência também pode ser uma experiência introspectiva bastante interessante.
  2. 2 Mantenha um diário. Um bom jeito de mudar o seu foco e ser mais observador é escrever em um diário todos os dias, principalmente respondendo perguntas como:
    • O que eu senti? Por quê?
    • O que aprendi hoje? Quem me ensinou isso?
    • Quais ideias tive? No que eu pensei hoje?
    • Como hoje foi diferente de ontem? E da semana passada? E do ano passado?
    • Pelo que posso ser grato? Encontrei alguma pessoa triste hoje? O que aconteceu com ela?
  3. 3 Seja autossuficiente. Não há nada de errado em pedir ajuda, mas sua confiança silenciosa lhe dará forças para fazer o que precisa por conta própria. Por outro lado, isso vai fazer com que você seja mais valorizado pelos outros. Quando realmente precisar e decidir pedir ajuda, sua natureza introspectiva permitirá que você foque na situação e faça os pedidos certos,
  4. 4 Encontre um hobby. Quando tiver um tempo sozinho para fazer suas coisas em silêncio, vai ser mais fácil de descobrir o que gostaria de fazer. Acredite, você se surpreenderá com o quanto vai curtir seguir seus interesses por conta própria. Cultive a paciência e nutra seu mundo interior! Aproveite também para aprender novas coisas e ter assuntos interessantes para as conversas quando for socializar.
    • No livro americano What Do I Say Next?, Susan RoAne escreveu: “A água parada pode ser muito profunda, mas também pode ser rasa”. Se acredita que é uma pessoa superficial, todos vão ficar felizes quando ficar em silêncio. Você obviamente não quer isso. Seu desejo deve ser se tornar uma pessoa melhor que todos querem por perto, mesmo quando estiver em silêncio.
    • Lembre-se de que ser quieto não impede de fazer coisas que todos fazem. Você pode cantar, dançar, tocar instrumentos, etc. Lembre-se apenas de voltar à sua persona introspectiva ao terminar.
    • Quando o tempo livre é gasto em silêncio, é mais difícil se transformar em uma pessoa mais escandalosa em outras situações, pois a quietude acaba dominando suas interações sociais. Imagine passar um dia inteiro lendo um livro e imergindo na história para depois ir para uma festa. Você provavelmente ainda estará perdido na leitura, em um ambiente mais silencioso e introvertido.
  5. 5 Passe mais tempo sozinho. A autora Susan Cain diz que “A quietude é um catalisador para a inovação.” Estar sozinho com sua cabeça é uma das atividades mais produtivas e recompensadoras possível. Além de passar um tempo de qualidade, você aprenderá a gostar de ficar sozinho!
    • Esse tempo pode ser aproveitado aperfeiçoando um hobby, escrevendo um diário, passeando com o cachorro ou indo ao mercado. Não importa o que faça, o importante é fazer! Assim, você aprenderá que as interações com os outros não ditam o que é bom ou ruim. Não se torne um recluso, mas use o seu tempo sozinho para cultivar a criatividade,
  6. 6 Passe mais tempo com pessoas introvertidas. Cercar-se de pessoas escandalosas e animadas só vai fazer com que se torne como elas. Para aprender a valorizar seus amigos no silêncio, passe mais tempo com aqueles que são naturalmente quietos. Acredite, você viverá uma experiência completamente diferente!
    • As pessoas quietas normalmente se atraem, apesar de essa não ser uma regra. Se não conhece muitos introvertidos, pergunte para o seu amigo mais quieto se ele pode apresentá-lo para os amigos dele. Ter o apoio de uma pessoa próxima é importante, principalmente se ela já for introspectiva, como você deseja ser. Como alternativa, junte-se a atividades mais silenciosas, como um clube de livro ou uma aula de culinária, para encontrar pessoas do jeito que gostaria de conhecer.
  7. 7 Faça terapia. Isso o ajudará a ter um tempo para falar de si, mas também permitirá que você discuta a necessidade de ser uma pessoa mais quieta e de exigir atenção dos outros. Os terapeutas não se limitam às pessoas que sofrem com transtornos mentais! A ideia é simplesmente conversar com um profissional para entrar em contato com o seu eu interior.
    • Caso uma pessoa faça com que você se incomode com o fato de ser escandaloso, discuta isso com o profissional. A menos que sinta que isso é um problema, talvez não haja nada de errado com você. É muito importante se sentir confortável com a sua personalidade natural.
  8. 8 Seja você mesmo. No fim das contas, algumas pessoas são mais escandalosas e tagarelas do que outras, e não há nada de errado com isso. Caso sinta necessidade de mudar, faça apenas as mudanças que parecerem boas e sinceras. Se quer falar alto, fale! Se quer dançar por aí, dance! Cada pessoa é única e multidimensional, e você pode ter um lado introspectivo e um lado extrovertido também!
    • Se sente uma vontade real de ser mais quieto, pense em quando isso parece mais importante para você. Durante um jantar em família? Durante as aulas? Nesse caso, não tente ser uma pessoa quieta, mas sim uma pessoa quieta em determinadas situações. São coisas diferentes!
  9. 9 Faça um “voto de silêncio” por um período curto, Experimente não falar nada por uma hora inteira. Depois, aumente para três horas. Se conseguir aumentar o tempo gradualmente até ficar um dia inteiro, você certamente acabará observando coisas que nunca notou antes, pois estava ocupado demais falando.
    • Experimente fazer o voto de silêncio após um procedimento que cause dor na boca ou na cabeça, como ajuste de aparelho ortodôntico ou uma pancada na cabeça. Não se machuque, obviamente, mas busque inspiração nesses momentos.

    Publicidade

Esta página foi acessada 93 826 vezes.

Como Treinar a mente para ser uma pessoa fria?

Dica Prática: Tome duchas frias Perceba e identifique os pensamentos da mente antes de entrar na ducha. Perceba e identifique os pensamentos da mente antes de mudar da água quente para a fria. Finalmente, comprometa-se com a ducha fria com uma intenção de sentir a experiência. Respire, relaxe e aproveite.

Quando você se torna uma pessoa fria?

Características de pessoas frias no relacionamento Falta de empatia e compaixão : isso ocorre em praticamente todos os casos onde há pessoas frias no relacionamento. O(a) parceiro(a) perde a empatia que tem em relação ao outro, passa a não se importar, não tem mais compaixão.

Como se tornar uma pessoa menos fechada?

Atenção: 7 dicas de como lidar com pessoas fechadas – Uma pessoa fechada é, na verdade, uma pessoa que está precisando de ajuda. O fato de não saber lidar com uma emoção já nos deixa em alerta de que um sofrimento deve estar instalado. A seguir confira as dicas que separamos para você aprender a lidar com uma pessoa fechada:

Ganhe confiança: uma das formas de se aproximar de pessoas fechadas é não pressioná-las a se abrirem. Utilize seus momentos com a pessoa e fale sobre sua vida sem esperar nada em troca. Agindo de maneira altruísta você poderá ganhar a confiança dela mais facilmente e quem sabe quebrar um bloqueio. Respeite os limites : avalie a situação e veja se entrar em um determinado assunto pode estar causando grande sofrimento para a pessoa. Tente encontrar uma área que ela se sinta um pouco mais confortável, o que vai facilitar a interação. Aceite as limitações : aceite que nem sempre você terá sucesso nas incursões no mundo emocional da pessoa. E o que pode parecer moroso para você pode estar sendo um grande avanço para a pessoa que está tentando se desbloquear. Confie no processo e aceite as limitações do seu colega. Mostre outra versão : tente acessar tal indivíduo através de outra maneira sem que seja conversar diretamente sobre suas emoções. Outros aspectos podem ficar mais claros e ajudar nesse processo de conhecimento; Sugira ajuda especializada : como escudo social, as pessoas criam bloqueios para não acessar certos sentimentos ligados a algum trauma ou decepção do passado. Diante disso, é interessante mostrar para a pessoa que a ajuda especializada de médicos e terapeutas podem tirá-la do sofrimento. Respeite a fase : nem sempre um bloqueio emocional dura para sempre. Pode ser que seja apenas uma fase que a pessoa está passando. Também, em determinados momentos da vida, esse bloqueio pode vir em menor ou maior intensidade. Mas lembre-se que é normal se sentir inseguro em determinados momentos da vida; Incentive o autoconhecimento: uma das ferramentas disponíveis e de grande valia são os treinamentos de inteligência emocional. A Arita tem cursos na área de habilidades emocionais voltada para pessoas que querem ter uma vida mais plena. Sugira um treinamento de autoconhecimento. Acesse o site e veja as opções.

Crédito: Milkos / Tipo de licença: Royalty-free / Coleção: iStock / Getty Images Plus

Como age uma pessoa calculista?

Pontos Negativos de Ser Calculista – Se você acredita que é uma pessoa calculista, aconselho que reflita a respeito dos pontos negativos desse comportamento. Ao pensar sobre isso, conseguirá identificar o que pode melhorar para usar essa característica ao seu favor.

Um indivíduo calculista pode se frustrar toda vez que as coisas fogem do seu controle. O excesso de perfeccionismo para planejar pode fazer com que se perca mais tempo do que o necessário. Deixam de desfrutar de momentos agradáveis da vida, pois se prendem demais a calcular o que irão fazer. Pensar demais pode trazer ansiedade e estresse, impedindo que a pessoa consiga relaxar a mente. Costumam ser indivíduos mais reservados, que podem ter dificuldade de expressar seus sentimentos. Tendem a ser muito competitivos, o que, dependendo do ambiente, pode atrapalhar no entrosamento com outras pessoas. O excesso de sinceridade, ao falarem direto ao ponto, pode magoar outras pessoas. Dependendo do nível de estrategismo, podem ser pessoas pouco confiáveis, que fazem tudo para conseguir o que desejam. Costumam ser vistos como indivíduos frios, que não têm sentimentos.

O que é um olhar frio?

Pessoa fria, distante.

Como ser uma pessoa fria e calculista como Thomas Shelby?

Se vc quer ser frio apenas para ser igual ao personagem Tomas Shelby da série; simplesmente não queira. Vc vai estar jogando seu tempo fora, deixando de ser feliz, apenas para ser igual a um personagem que nem existe. SEJA VOCÊ MESMO E NÃO UM PERSONAGEM, pois você pode ter sérios problemas.

O que causa o desapego?

Revisado por Psicóloga • CRP 01/22261 O desapego emocional é uma condição psicológica que se refere à incapacidade – ou falta de vontade – de se envolver emocionalmente com com outras pessoas. Por um lado, o desapego emocional pode ser positivo, pois ajuda a proteger as pessoas de dramas, ansiedade ou estresse indesejados.

O que é uma pessoa com dependência emocional?

Dependência emocional é quando alguém depende completamente de uma outra pessoa para ser feliz. Assim sendo, a felicidade não é encontrada dentro de si, o que faz com que a pessoa que sofre do problema busque sempre estar do lado do outro.

Como funciona a mente de uma pessoa fria?

1. Inteligência voltada para o egoísmo e para o benefício próprio – Pessoas frias e calculistas tendem a ter um QI alto, No entanto, essa mente brilhante não anda de mãos dadas com a bondade nem busca o bem-estar dos outros. Seu comportamento é puramente instrumental: em suas atuações, direta ou indiretamente, buscam sempre o ganho pessoal.

Não são hábeis quando se trata de raciocinar sobre idéias abstratas. Têm um bom raciocínio lógico. Sabem fazer inferências, deduções, são observadores e muito analíticos.

O que significa o coração gelado?

Significado de coração de gelo: Pessoa fria, insensível.

Como ser uma pessoa fria e calculista como Thomas Shelby?

Se vc quer ser frio apenas para ser igual ao personagem Tomas Shelby da série; simplesmente não queira. Vc vai estar jogando seu tempo fora, deixando de ser feliz, apenas para ser igual a um personagem que nem existe. SEJA VOCÊ MESMO E NÃO UM PERSONAGEM, pois você pode ter sérios problemas.

Como age uma pessoa calculista?

Pontos Negativos de Ser Calculista – Se você acredita que é uma pessoa calculista, aconselho que reflita a respeito dos pontos negativos desse comportamento. Ao pensar sobre isso, conseguirá identificar o que pode melhorar para usar essa característica ao seu favor.

Um indivíduo calculista pode se frustrar toda vez que as coisas fogem do seu controle. O excesso de perfeccionismo para planejar pode fazer com que se perca mais tempo do que o necessário. Deixam de desfrutar de momentos agradáveis da vida, pois se prendem demais a calcular o que irão fazer. Pensar demais pode trazer ansiedade e estresse, impedindo que a pessoa consiga relaxar a mente. Costumam ser indivíduos mais reservados, que podem ter dificuldade de expressar seus sentimentos. Tendem a ser muito competitivos, o que, dependendo do ambiente, pode atrapalhar no entrosamento com outras pessoas. O excesso de sinceridade, ao falarem direto ao ponto, pode magoar outras pessoas. Dependendo do nível de estrategismo, podem ser pessoas pouco confiáveis, que fazem tudo para conseguir o que desejam. Costumam ser vistos como indivíduos frios, que não têm sentimentos.

O que é um olhar frio?

Pessoa fria, distante.

O que é ser uma pessoa fria em um relacionamento?

Características de pessoas frias no relacionamento –

  1. Distanciamento emocional: pessoas frias no relacionamento se distanciam dos seus parceiros e parceiras, pois existe uma dificuldade muito grande em demonstrar os sentimentos. O distanciamento acaba sendo natural e, em muitos casos, impossível de reverter.
  2. Falta de empatia e compaixão : isso ocorre em praticamente todos os casos onde há pessoas frias no relacionamento. O(a) parceiro(a) perde a empatia que tem em relação ao outro, passa a não se importar, não tem mais compaixão.
  3. Timidez : o medo de expor os sentimentos gera a timidez e isso não é nada bom para um relacionamento, afinal um casal precisa compartilhar tudo o que acontece, sem qualquer timidez ou segredos.
  4. Introversão: outro reflexo é introversão, ou seja, o oposto de se abrir sentimentalmente.
  5. Dificuldade com intimidade : também é bem comum que pessoas frias percam o desejo sexual, que tenham medo ou simplesmente não tenham mais interesse em desenvolver intimidade com o(a) parceiro(a).
  6. Tendência a ser excessivamente crítico : como não há o aspecto da emoção envolvido diariamente, as pessoas frias no relacionamento têm a tendência a serem mais críticas, inclusive consigo mesmas.
  7. Isolamento social: por fim, pessoas assim acabam se isolando dos círculos de amizade e da família. São pessoas que não querem estar próximas, não querem participar de eventos sociais como aniversários e happy-hours.

Leia mais no blog: ‘Meu casamento está acabando’ – Confira o que fazer quando se deparar com uma situação assim