Como Saber Se É Ouro?

Como saber se a peça é de ouro ou não?

Examine a peça: o timbre em uma peça de ouro é a melhor forma de identificá-la. As joias com esse material em sua maioria carregam um timbre descrevendo o teor que é utilizado na peça. Outros pontos para se observar são as características da peça, como a estrutura, qualidade de produção e acabamento.

Como saber se é ouro de verdade em casa?

3 Formas de Testar Ouro em Casa – wikiHow O ouro é um metal precioso que vem em uma variedade de cores e diferentes níveis de pureza. O valor de uma peça de joia ou outro objeto dependerá em grande parte dela ser folheada a ouro ou ouro puro. Para identificar a qualidade de um objeto de metal, comece por observar cuidadosamente sua superfície.

  1. 1 Procure uma marca. Uma peça de ouro geralmente é estampada com uma marca indicando seu tipo. Um selo “GF” ou “GP” indica que a peça é folheada a ouro, não ouro puro. Em comparação, uma peça de ouro puro pode mostrar “24K” ou outra marcação indicando seu tipo. Um selo “GF” ou “HGP” indicando sua pureza. Essas marcas são geralmente encontradas dentro de anéis ou próximo ao fecho em colares.
    • No entanto, esteja atento, pois algumas marcas podem ser falseadas. Por isso é importante usar as marcas como apenas um dos indicativos de autenticidade.
    • A marca pode ser bem pequena. Pode ser que você precise de uma lente de aumento para vê-la claramente.
  2. 2 Procure por descolorações nas bordas da peça. Acenda uma lâmpada ou luminária bem forte. Segure a peça próxima à luz. Gire-a em sua mão para que possa examinar todas as extremidades em detalhes. Se perceber que o ouro parece descolorido ou desgastado nas extremidades, provavelmente o banho dela está desgastado. Isso quer dizer que a peça não é ouro puro.
  3. 3 Procure por manchas na superfície. Ao segurar a peça sob uma luz forte, veja se consegue perceber pontos brancos ou vermelhos. Eles podem ser pequenos e difíceis de enxergar, por isso é importante analisar a peça sob a luz e até mesmo com uma lente de aumento. Esses pontos indicam que o banho de ouro pode estar se desgastando e revelando o metal sob ele.
  4. 4 Coloque um ímã próximo ao item de ouro em potencial. Segure um ímã logo acima da peça. Abaixe-o até que quase toque a superfície do item. Caso sinta que o ímã está sendo atraído ou puxado para baixo, o item não é puro. Os outros metais no item, como níquel, estão respondendo ao ímã. Uma peça pura de ouro não atrai o metal, já que o ouro é um metal não ferroso. Publicidade
  1. 1 Aplique vinagre na superfície e observe se muda de cor. Preencha um conta-gotas com vinagre branco. Segure seu objeto de metal firmemente em uma mão ou coloque-o sobre uma mesa. Coloque algumas gotas de vinagre sobre o objeto. Caso as gotas mudem a cor do metal, o objeto não é ouro puro. Caso a cor permaneça igual, é ouro puro.
  2. 2 Friccione seu ouro em uma pedra de joalheiro. Coloque uma pedra de joalheiro preta em uma mesa. Segure o objeto de ouro com firmeza na mão. Passe-o pela pedra com firmeza o suficiente para deixar uma marca. Caso a marca deixada na pedra for sólida e dourada, o objeto é puro. Caso não deixe nem mesmo uma linha, ou deixe apenas uma linha fraca, a peça provavelmente é banhada a ouro, ou simplesmente não possui ouro na composição.
    • Tenha cuidado com esse método, pois há o risco de que ele danifique sua joia. Você também deve usar o tipo certo de pedra, ou as marcas não significarão muita coisa. Você pode comprar uma pedra de joalheiro em alguma loja virtual de produtos para joias, ou falar com seu joalheiro mais próximo.
  3. 3 Friccione seu ouro em um prato de cerâmica. Coloque um prato de cerâmica não esmaltado em uma bancada ou mesa. Segure seu item de ouro na mão. Esfregue o item no prato. Observe se alguma linha ou traço surge. Uma linha preta indica que o item não é ouro ou é apenas banhado.
  4. 4 Teste seu objeto de ouro usando base de maquiagem líquida. Cubra a parte superior da mão com uma fina camada de base líquida. Espere até ela secar. Pressione seu item de metal nessa base e esfregue. Ouro puro de verdade vai deixar uma linha na maquiagem. Caso a linha não apareça, o objeto é banhado a ouro, ou feito de outro metal.
  5. 5 Use um testador de ouro eletrônico. Esse testador é um pequeno aparelho de mão com uma sonda na extremidade que você pode comprar na internet ou em uma loja de produtos para joalheria. Para avaliar um metal, deve-se passar um gel “testador” no item de metal. Esse gel geralmente encontra-se disponível para compra nos mesmos locais onde se encontram os aparelhos testadores. Após a aplicação do gel, friccione a sonda no item. A maneira como o metal responder à eletricidade indicará se o metal é puro ou não.
    • Use as instruções que vierem junto com seu testador para determinar os resultados exatos. O ouro é um metal condutor, então uma peça de ouro puro terá leituras mais altas do que uma peça que seja apenas banhada.
  6. 6 Insira seu ouro em uma máquina de XRF. Essa máquina é usada por muitos joalheiros para determinar instantaneamente a qualidade de uma amostra de metal. Devido ao seu custo, esse método pode não ser viável para uso doméstico, a não ser que planeje usá-lo com frequência Para usar um leitor XRF, coloque a peça de metal dentro da máquina, ative-a e aguarde a leitura.
  7. 7 Leve seu ouro a um avaliador. Caso continue tendo resultados confusos ou queira checar suas descobertas, converse com seu joalheiro sobre uma segunda opinião profissional. Um avaliador poderá fazer uma análise mais profunda do conteúdo do metal. Essa opinião pode custar algo, então recorra a ela somente se achar que seu item vale a pena. Publicidade
  1. 1 Compre um kit de teste de ácido para uma estimativa mais precisa da pureza do quilate do ouro. Você pode comprar um desses kits através de um fornecedor de ferramentas para joias. O kit deve conter todo o material necessário junto a uma lista das instruções detalhadas. Leia as instruções cuidadosamente e cheque seu material antes de começar.
    • Esses kits podem sair por um preço bom quando comprados na internet. O preço inicial é de cerca de R$115,00.
  2. 2 Verifique as marcações de quilates de ouro nas agulhas. Seu kit deve conter um número de agulhas a serem usadas para testar diferentes tipos de ouro. Procure uma marcação do valor do quilate do ouro na lateral delas. Cada agulha terá também uma amostra de ouro colorido na ponta. Use a agulha amarela para ouro amarelo, e a agulha branca para ouro branco.
  3. 3 Faça um entalhe com uma ferramenta apropriada. Vá virando a peça até encontrar um ponto que chame menos atenção. Segure uma ferramenta de entalhe firmemente e faça uma pequena abertura no metal. O objetivo é expor as camadas mais profundas.
  4. 4 Coloque óculos e luvas protetoras. Ao trabalhar com ácido, é importante utilizar luvas que não sejam muito grossas, mas bem ajustadas às mãos. Proteção para os olhos também é uma boa ideia para cautela extra. Evite tocar o rosto e os olhos ao trabalhar com ácido.
  5. 5 Coloque uma gota de ácido no entalhe. Selecione a agulha apropriada para o tipo de ouro. Segure a ponta da agulha diretamente sobre o entalhe. Empurre o êmbolo da agulha até que uma única gota do ácido caia na abertura.
  6. 6 Leia os resultados. Observe bem de perto a abertura que você fez anteriormente e na qual acabou de aplicar o ácido. O ácido reagirá com o metal e pode mudar para uma determinada cor. Geralmente, quando o ácido fica verde, é um indicativo de que a peça não é metal puro, mas sim banhada a ouro, ou totalmente produzida com outro metal. Kits de teste possuem indicações de cores diferentes, leia o guia de cores atentamente ao interpretar os resultados do teste. Publicidade

Limpe completamente o ouro entre diferentes métodos de teste.

Publicidade

Tenha cautela máxima ao trabalhar com ácido, pois ele pode lesionar sua pele de maneira severa.

Publicidade Este artigo foi coescrito por, Kennon Young é um Gemologista graduado pela GIA, Avaliador Mestre formado pela ASA e um técnico em joias certificado pela JA. Recebeu a maior credencial no ramo da joalheria, o ASA Master Gemologist Appraiser, em 2016.

Como saber se é ouro ou folheado?

2- Como saber se é ouro ou apenas banhado usando o ácido nítrico – Como saber se é ouro ou apenas banhado? Você pode testar a pureza fazendo o teste de ácido nítrico, também conhecido como toque ácido ou teste de toque. Este método é usado porque o ouro 750 (18K) não reage a esta substância.

  • Dessa forma, basta raspar a joia em algo, como uma pedra, e depois colocar o ácido nítrico nela.
  • Se não houver mudança de cor, boa notícia: a joia é de ouro 18k.
  • No entanto, se o ouro ficar esverdeado, significa que seu acessório é apenas folheado a ouro.
  • E, finalmente, se parecer esbranquiçado, ele pode ser de prata folheada a ouro.

Na Francisca Joias vendemos joias folheadas em ouro 18k, produtos com qualidade e com valor acessível.

Como saber se o anel é de ouro com gelo?

4 Formas de Descobrir se o Ouro é Real – wikiHow Como saber se um objeto de ouro é legítimo, banhado a ouro ou falsificado? De acordo com a maioria dos padrões internacionais, tudo que tem menos de 41,7% ou 10k (dez quilates) de ouro é considerado falso.

  1. 1 Solte o objeto de ouro em uma jarra de água e veja se ele afunda. Pegue uma jarra grande o bastante para conter o objeto de ouro e a água sem transbordar. A temperatura não é importante. Como o ouro legítimo é denso, o item vai afundar de uma vez se ele for de verdade. Por outro lado, peças banhadas no metal e falsificadas são leves e flutuam.
    • O ouro legítimo não fica manchado ou enferrujado quando molha. Se você notar qualquer indício de descoloração, provavelmente tem um objeto banhado a ouro.
  2. 2 Pingue algumas gotas de vinagre no objeto de ouro. Coloque o objeto de ouro em uma superfície plana, aplique um pouquinho de vinagre no material com um conta-gotas e conte 15 minutos. O item não vai mudar de cor se for legítimo; se não for, prepare-se para ver uma alteração.
    • Você pode ainda mergulhar o objeto de ouro em um pote de vidro com vinagre por 15 minutos. Este método é mais arriscado, já que o líquido é capaz de danificar as pedras semipreciosas das suas joias.
  3. 3 Veja se há pontos descoloridos onde o ouro está desgastado. Embora seja um metal, o ouro é relativamente macio — e, por isso, objetos que são banhados nele acabam se desgastando com o tempo. Dê uma olhada nas bordas das suas joias ou moedas, que são as áreas onde há mais contato com a pele e peças de roupa. Se você notar alguma diferença em cor, é porque o item não é feito 100% de ouro.
    • Por exemplo: se o objeto apresentar tons prateados, quer dizer que ele pode ser feito de prata ou titânio; se tiver tons vermelhos, talvez seja de cobre ou latão.

    DICA DE ESPECIALISTA Presidente o Instituto Gemológico Internacional & Gemologista Jerry Ehrenwald é Presidente do Instituto Gemológico Internacional (IGI). Graduou-se em gemologia em Nova Iorque e possui longa experiência no ramo. É inventor do Laserscribe℠, um meio de fazer inscrições únicas em diamantes via laser, como por exemplo o do número DIN (Diamond Identification Number). Ehrenwald é responsável pelo laboratório de trocas do IGI e de sua divisão de avaliação. Possui a distinta honra de ser um membro sênior da American Society of Appraiser (ASA) e é membro do Twenty-Four Karat Club da cidade de Nova Iorque. O clube possui apenas 200 vagas, todas destinadas aos membros mais importantes do ramo joalheiro. Nosso especialista concorda: manchas ou pontos descoloridos estranhos nas bordas do objeto são sinais claros de que ele não é feito de ouro legítimo. No entanto, se o item não tem 24k (o ápice da pureza do ouro), ele pode ficar manchado aos poucos — à medida que os metais de base são expostos ao oxigênio.

  4. 4 Veja se há pontos descoloridos na sua pele por baixo do objeto de ouro. O ouro puro não reage com partículas de suor ou óleo presentes na pele. Sendo assim, se você notar manchas onde usa o objeto (uma joia, talvez), quer dizer que ele provavelmente é feito de outro metal — como prata, se a mancha for preta, ou cobre, se ela for verde. Caso haja vários pontinhos assim espalhados, então o ouro é ainda menos puro que o esperado.
    • Lembre-se de que a maioria dos itens de ouro é feita de uma mistura desse e de outros metais. Até joias de 14k (com 58,3% de ouro) podem deixar manchas. É por isso que você precisa fazer outros testes para chegar a um resultado confiável.
  5. 5 Coloque um ímã potente em cima do objeto de ouro e veja se há atração. Neste teste, você vai usar um ímã potente e capaz de atrair até metais mesclados. Aproxime-o do objeto de ouro e observe a reação. O ouro legítimo não é magnético, então qualquer movimento indica que não se trata do metal 100% puro.
    • Ímãs de cozinha não são potentes o bastante para o teste. É melhor você comprar um ímã de neodímio em uma loja de ferramentas.
    • O teste do ímã não é infalível, uma vez que existem objetos de ouro falsificado que são feitos de metais não magnéticos (como inox). Além disso, até certos itens de ouro legítimo incluem partículas de metais magnéticos (como ferro).
  6. 6 Passe o objeto de ouro em uma superfície de cerâmica não esmaltada e veja se ele deixa alguma marca. Use um pedaço de cerâmica não esmaltada, pois isso aumenta a confiabilidade dos resultados do teste. Arraste o objeto por ele até ver pequenos fragmentos saindo do ouro. Caso você note uma mancha preta, esse ouro não é legítimo; caso ela seja dourada, ele é!
    • Para fazer o teste, compre um prato ou azulejo de cerâmica não esmaltada na internet ou em uma loja de materiais.
    • O objeto de ouro vai ficar riscado de leve, mas não a ponto de a marca ficar visível. Este teste é muito mais seguro que outros procedimentos que envolvem atrito e ácidos.
    • Outra opção de teste: espalhe um pouco de base (o cosmético) na sua pele e arraste o objeto de ouro por cima até ela secar. O ouro falsificado reage com esse produto, deixando aquela mancha verde ou preta.

    Publicidade

  1. 1 Veja se há algum número oficial cravado no ouro. Esse número indica o percentual de ouro do objeto. Geralmente, ele vem cravado na parte de dentro de anéis ou em fechos de joias e acessórios; em moedas e lingotes, vem visível na superfície. O valor vai de 1 a 999 ou de zero a 24k, dependendo do sistema de marcação usado.
    • Use uma lupa para identificar o número cravado no objeto de ouro. Talvez seja difícil discernir o valor a olho nu, principalmente se a peça for pequena.
    • Objetos mais velhos podem não ter mais marcas visíveis, já que elas se desgastam com o tempo — ou podem até nunca ter tido nenhum valor. Tudo depende do que você tem em mãos.
  2. 2 Use o número para determinar a quantidade de ouro no objeto. A maioria das joias não é feita de ouro puro, tendo outros materiais em sua composição. Além disso, existem dois sistemas principais usados para indicar o percentual do metal: o europeu vai de 1 a 999, com este valor representando ouro puro; o norte-americano usa uma escala de zero a 24k, em que este também representa a pureza máxima.
    • O sistema europeu é mais fácil de interpretar que o norte-americano. Por exemplo: nessa escala europeia, o número 375 indica que o item consiste de 37,5% de ouro.
    • O sistema do objeto depende da origem dele, como de onde você o comprou. Por exemplo: uma joia produzida nos Estados Unidos traria o sistema de zero a 24k.
    • Até peças falsificadas têm números de referência, mas apenas para enganar os mais desatentos. Não confie somente neste teste se você não tem certeza da procedência do item.
  3. 3 Veja se o objeto traz alguma sigla. Existem algumas combinações de letras comuns, como “GP”, “GF” e “GEP”, que indicam se o objeto é banhado a ouro (ou seja, se o joalheiro aplicou uma camada fina de ouro por cima de outro metal, tal como cobre ou prata). Nesses casos, ele não é considerado puro.
    • “GP” significa ” gold plated ” (“banhado a ouro”), enquanto “GEP” significa ” gold electroplate ” (semelhante com o banho a ouro, mas que envolve um processo eletroquímico).
    • As letras variam de acordo com a origem do objeto. Por exemplo: joias produzidas na Índia costumam trazer um triângulo pequeno que representa o órgão do governo responsável pela classificação do material. Elas também trazem um número e uma letra, como “K”, que indica o joalheiro.

    Publicidade

  1. 1 Pese o objeto de ouro em uma balança. Se você tem uma balança de cozinha decente, coloque o objeto de ouro nela. Se não tem, leve o item a um joalheiro que possa prestar o serviço (de graça, provavelmente). O importante é calcular o peso da peça em gramas.
    • Você vai usar o peso do objeto em gramas em um cálculo posterior.
  2. 2 Preencha metade de um cilindro graduado com água. Pegue um cilindro que seja grande o bastante para conter o objeto de ouro. Ele tem que ser graduado, ou seja, ter as medidas em ml (mililitros) ou cm 3, Em último caso, você pode usar um dosador de cozinha grande.
    • É importante que o cilindro (ou outro recipiente) tenha essas marcas na lateral, pois elas garantem que o teste seja mais preciso.
    • O volume de água não é tão importante, desde que sobre espaço para o objeto de ouro. Se você preencher o cilindro até o topo, o líquido corre o risco de transbordar.
  3. 3 Anote o nível inicial da água no cilindro. Dê uma olhada nos valores do cilindro e anote onde a água está antes de você acrescentar o objeto de ouro. É claro que o recipiente precisa estar em uma superfície plana, ou o teste vai gerar resultados incorretos.
    • Não importa se o cilindro tem valores em ml ou cm 3 : os dois são idênticos.
  4. 4 Solte o objeto de ouro no cilindro e anote o novo nível da água. Solte o objeto de ouro com calma, de modo que a água não respingue para fora ou molhe seus dedos. Em seguida, leia o valor onde o líquido está batendo para fazer o cálculo final.
    • Anote esse segundo nível da água em uma folha de papel. E não se esqueça daquele valor inicial que você anotou antes de acrescentar o objeto ao cilindro.
  5. 5 Subtraia os valores de nível da água. Para descobrir o deslocamento da água depois que você acrescentou o objeto de ouro, basta subtrair o valor inicial (menor) do final (maior). A resposta vai estar em ml ou cm 3, dependendo do que o cilindro traz como medida.
    • Por exemplo: se você começou com 17 ml de água, mas terminou com 18 ml, quer dizer que a diferença é de apenas 1 ml.
  6. 6 Divida o peso do objeto de ouro pela diferença no nível da água. A densidade do ouro é igual à massa dividida pelo volume. Após fazer o cálculo dos passos anteriores, compare o resultado com a densidade padrão do ouro: 19,3 g/ml. Se o valor for muito discrepante, então a peça provavelmente é falsa. Ainda assim, lembre-se de que algumas combinações de metais em peças de ouro falsificadas podem ter densidade semelhante ao material puro.
    • Por exemplo: imagine que o objeto de ouro pesa 38 g e desloca 2 ml de água. Nesse caso, divida 38 por 2 para chegar a 19 g/ml, que é algo bem próximo da densidade do ouro legítimo.
    • A densidade padrão difere um pouco de acordo com o tipo de objeto de ouro. Por exemplo: o ouro amarelo de 14k tem algo entre 12,9 e 13,6 g/ml, enquanto ouro branco, também de 14k, tem cerca de 14 g/ml.
    • Objetos de ouro amarelo com 18k têm densidade média de 15,2 a 15,9 g/ml, ao passo que objetos de ouro branco de 18k variam entre 14,7 e 16,9 g/ml.
    • Todo objeto de ouro 22k tem densidade entre 17,7 e 17,8 g/ml.

    Publicidade

  1. 1 Compre um kit de teste para objetos de ouro. Muitos kits de teste incluem vários frascos de ácido nítrico, os quais são feitos para tipos diferentes de ouro. Alguns também incluem uma pedra de toque, a qual serve para raspar parte do ouro do objeto. Por fim, talvez o kit inclua agulhas com amostras de ouro amarelo e branco para fins de comparação.
    • Você pode comprar o kit de teste pela internet e, dependendo do caso, em algumas lojas de joias.
  2. 2 Risque de leve o objeto de ouro usando uma ferramenta afiada. Faça o risco em um ponto discreto do objeto, como na parte de dentro do fecho, usando um entalhador ou outra ferramenta afiada. Em seguida, expanda essa marca até atravessar toda a camada superior do ouro e expor todo o metal de base nessa região.
    • Você vai ter que riscar o objeto de ouro se decidir fazer o teste com ácido nítrico. Caso ele tenha valor sentimental na sua vida, é melhor consultar um joalheiro profissional.
  3. 3 Pingue uma gota de ácido nítrico no ponto riscado. Coloque luvas de látex, abra bem as portas e janelas e ligue um ventilador por perto. Quando você estiver pronto, pegue o frasco marcado para ouro 18k. Ponha o objeto em um recipiente de inox, pingue uma gota de ácido diretamente no risco que você fez antes e veja se o material adquire tons de verde. Se acontecer, é porque o ouro não é legítimo.
    • O ouro comum não reage ao ácido. Sendo assim, pode ser que o objeto seja banhado no metal ou feito de uma mescla de outros materiais.
    • No geral, reações brancas indicam que o objeto é de prata esterlina, mas banhado a ouro. Se o ácido ficar dourado, trata-se de latão banhado a ouro.
  4. 4 Risque o objeto em uma pedra de toque para testar a pureza. Se você acredita que pode ter um objeto de ouro puro em mãos, passe-o contra a pedra de toque até criar uma série de manchas douradas. Pingue uma gota do ácido nítrico para 12, 14, 18 e 22k em partes diferentes dessas manchas e conte de 20 a 40 segundos. Por fim, encontre um ponto em que o ácido não tenha dissolvido para saber qual é a quilatagem do objeto.
    • Quanto maior é o número de quilates, maior é a potência do ácido. Por exemplo: o ácido que você usar em um objeto de 22k é mais forte que o de 12k. Se o de 18k dissolver o objeto, mas o de 14k não, quer dizer que o item provavelmente está mais perto de 14k.

    DICA DE ESPECIALISTA Presidente o Instituto Gemológico Internacional & Gemologista Jerry Ehrenwald é Presidente do Instituto Gemológico Internacional (IGI). Graduou-se em gemologia em Nova Iorque e possui longa experiência no ramo. É inventor do Laserscribe℠, um meio de fazer inscrições únicas em diamantes via laser, como por exemplo o do número DIN (Diamond Identification Number). Ehrenwald é responsável pelo laboratório de trocas do IGI e de sua divisão de avaliação. Possui a distinta honra de ser um membro sênior da American Society of Appraiser (ASA) e é membro do Twenty-Four Karat Club da cidade de Nova Iorque. O clube possui apenas 200 vagas, todas destinadas aos membros mais importantes do ramo joalheiro. É melhor você levar o objeto de ouro a um joalheiro profissional para determinar a autenticidade da peça com 100% de certeza. Publicidade

  • Como a maioria dos testes não tem 100% de precisão, você pode ter que passar por vários deles até chegar a um resultado satisfatório.
  • Muitas pessoas acreditam que dá para determinar a autenticidade do ouro com uma mordida: se os dentes deixarem marcas, é porque o metal é legítimo. Não acredite nisso! Você só vai machucar sua boca.
  • Quanto se diz que um objeto de ouro é 24k, significa que ele tem 99,9% de pureza — com vestígios mínimos de outros metais. Um objeto 22k, por exemplo, tem duas “partes” de outro material (24 – 2 = 22).
  • Se um item tem menos de 24k de qualidade, os outros metais presentes nele conferem suas propriedades de dureza e cor. O ouro puro é macio; assim, metais como prata e cobre o deixam mais durável.
  • Joias feitas com ouro branco, amarelo, vermelho e rosé são combinações de ouro puro e outros metais.
  • Se você precisar de ajuda para determinar a autenticidade de um objeto de ouro, leve-o a um joalheiro profissional.

Publicidade

O ácido nítrico é forte e pode queimar a pele, além de danificar objetos de ouro valiosos. Se você prefere não arriscar, faça o (que é um ácido menos agressivo) ou consulte um joalheiro profissional e experiente.

Publicidade

  • Objeto de ouro.
  • Jarra.
  • Água.
  • Vinagre.
  • Conta-gotas.
  • Ímã de neodímio.
  • Prato ou azulejo de cerâmica não esmaltada.
  • Objeto de ouro.
  • Balança.
  • Cilindro graduado ou dosador.
  • Calculadora.
  • Objeto de ouro.
  • Kit de teste para objetos de ouro.
  • Ácido nítrico.
  • Recipiente de inox.
  • Pedra de toque.
  • Luvas de látex.

Coescrito por : Presidente o Instituto Gemológico Internacional & Gemologista Este artigo foi coescrito por, Jerry Ehrenwald é Presidente do Instituto Gemológico Internacional (IGI). Graduou-se em gemologia em Nova Iorque e possui longa experiência no ramo.

É inventor do Laserscribe℠, um meio de fazer inscrições únicas em diamantes via laser, como por exemplo o do número DIN (Diamond Identification Number). Ehrenwald é responsável pelo laboratório de trocas do IGI e de sua divisão de avaliação. Possui a distinta honra de ser um membro sênior da American Society of Appraiser (ASA) e é membro do Twenty-Four Karat Club da cidade de Nova Iorque.

O clube possui apenas 200 vagas, todas destinadas aos membros mais importantes do ramo joalheiro. Este artigo foi visualizado 764 553 vezes. Categorias: Esta página foi acessada 764 553 vezes. : 4 Formas de Descobrir se o Ouro é Real – wikiHow

Qual o preço do grama do ouro?

O valor do grama do ouro hoje está cotado em R$ 308,60. O conteúdo abaixo é de caráter exclusivamente informativo.

Qual é o valor do grama do ouro?

Ouro Hoje A cotação do grama do ouro hoje é de R$ 304,19. O preço do ouro no Brasil é vinculado às cotações de Nova York e Londres sofrendo influência direta das perspectivas do mercado interno e da, O valor do grama do ouro hoje está sempre atualizado para te deixar sempre bem informado.

  1. O valor do ouro é de caráter informativo e tem como fonte o Banco Central do Brasil.
  2. O ouro é uma das opções de investimento disponíveis no mercado.
  3. É usado em diversos segmentos, mas principalmente na confecção de moedas, jóias e outros acessórios.
  4. Se estiver interessado em investir no ouro, habitue-se a acessar todo dia o DolarHoje.com/ouro para estar sempre bem informado sobre a cotação do ouro do dia.

Você também pode converter com o Ouro Hoje valores do grama do ouro para real e de real para a quantidade de grama de ouro que quiser. Simplesmente clique nos números e digite os que deseja no conversor.

Qual é a cor do ouro?

Publicado em: Metais Data de Criação: 08/01/2021 Quais as cores de ouro existentes na natureza? QUAL A COR NATURAL DO OURO? UMA BREVE HISTÓRIA DO OURO O ouro é um metal nobre e valioso, descoberto no Oriente Médio há mais de 6.000 anos, o ouro foi usado inicialmente para fins decorativos e rituais. Hoje em dia, o ouro é amplamente utilizado na produção de joias, investimentos financeiros e tecnologia. QUAIS SÃO OS TIPOS DE OURO EXISTENTES? As três principais cores do ouro que vemos ser utilizadas tradicionalmente na joalheria são ouro amarelo, o ouro branco e o ouro rosé. Mas afinal, o ouro é achado nessas cores na natureza? São realmente joias de qualidade? Essas são algumas das perguntas que vem à cabeça de muitas pessoas e nesse texto explicamos qual a cor natural do ouro! Todo ouro é naturalmente amarelo quando extraído de forma pura. Não existe na natureza nenhuma outra cor de ouro além do amarelo. O ouro puro ou também chamado de ouro 24k é retirado das minas e pode ser usado na fabricação de joias, porém são muito maleáveis podendo deformar e arranhar facilmente. Sendo assim, pensando na beleza e durabilidade das peças, as joalherias adotaram um processo que melhora a durabilidade e resistência das joias.

Ouro Amarelo

No tradicional ouro amarelo são usadas 12,5% de prata que ajuda a clarear a cor do ouro puro e 12,5% de cobre que dão a tonalidade geralmente vista nas joias.

Ouro Branco

O ouro branco é a mistura de ouro puro com 25% de paládio, prata e até platina. Essas composições podem variar ligeiramente tentando trazer uma melhor qualidade e durabilidade da peça. Além desses processos, pode ser usada na joia de ouro branco, o ródio, conhecido por seu brilho branco e intenso.

Ouro Rosé

Já o ouro rosé pode ter algumas variações de cor devido à preferência individual da marca. Pode variar de um vermelho mais intenso até uma cor rosa mais suave. Mas a forma mais usada é ouro puro com 22,25% de cobre e 2,75% de prata. Gostou das informações? Acesse nosso blog para ter acesso a mais conteúdos como este.

Qual é a cor do ouro 18 quilates?

Ouro Branco – Quando prateada, a liga de ouro 18K é chamada de ouro branco e pode ser confundida com outros metais preciosos, como a prata de lei e a platina. Comumente, sua composição é feita de ouro, paládio e prata. Uma curiosidade sobre essa liga é que sua verdadeira tonalidade tem reflexos amarelos, parecidos com o ouro champanhe, e a joia precisa ser banhada em ródio para ficar com o acabamento prateado e seu esplendoroso brilho cinza-esbranquiçado. ANEL VINCO EM OURO BRANCO 18K COM BRILHANTES SINTÉTICOS, AMANDA DE NARDI

É normal ouro escurecer?

Em nossos canais de atendimento, muitos clientes nos perguntam: alianças e joias em ouro escurecem? A resposta é SIM ! Tanto a prata quanto o ouro são metais nobres sujeitos à oxidação, que é a formação de camadas escuras ou manchas na superfície da peça.

O Ouro 18k (750) apresenta maior resistência à oxidação, se comparado a outros metais, como o cobre e a prata. No entanto, em maior ou menor velocidade, o ouro pode oxidar, apresentando um aspecto escurecido ou algumas machas na superfície da joia. A oxidação nada mais é que a reação entre as moléculas do metal e o oxigênio, sendo acelerada muitas vezes na presença de determinados produtos químicos (materiais de limpeza, hidratante, cosméticos, perfumes e até alguns antibióticos).

Algumas pessoas possuem também um suor extremamente ácido, favorecendo o processo de oxidação. Esse é um processo natural e é apenas superficial; não afeta o interior do produto, nem a sua qualidade. Outro detalhe importante é que a maioria das joias é entregue ao cliente em caixas de veludo.

  • Mas as caixinhas servem apenas para a apresentação do produto, não devem ser utilizadas como porta joias.
  • Elas têm bastante produto químico para conservação e podem provocar a oxidação do ouro.
  • Então, segue a dica: não guarde suas joias em caixas ou saquinhos de veludo! A melhor maneira de preservá-las é lavá-las com água e detergente e armazená-las em saquinhos plásticos vedados.

A boa notícia é que o processo de oxidação é facilmente reversível. Basta dar um polimento e sua joia recupera novamente o brilho. Casos leves de oxidação podem também ser revertidos em casa (esfregando na joia uma flanela com pasta de dente, por exemplo).

Quais são os tipos de ouro?

O que é o teor do Ouro?

Ouro 24K Ouro puro, ou 999,99.
Ouro 18K 75% Ouro, ou 750;
Ouro 16K 66,6% Ouro, ou 666;
Ouro 14k 58,3% Ouro, ou 583
Ouro 12k 50% Ouro, ou 500.

Qual o valor de uma aliança de ouro 18 quilates?

Qual o valor de uma aliança? – Em média, o valor de uma aliança fina de ouro 18k e sem diamantes é de R$ 2.200,00, No entanto, esse valor pode variar bastante de um modelo para outro. E isto acontece, pois existem diversos fatores que influenciam no preço de uma aliança de casamento.

É normal aliança de ouro risca?

Quais os cuidados que devo ter com minha aliança? – Conforme mencionado anteriormente, o ouro é um metal macio, portanto, é inevitável que os riscos apareçam. Mesmo pessoas muito cuidadosas vão perceber esses pequenos riscos normais decorrentes do uso normal.

  • Lembre-se que as alianças são joias utilizadas diariamente em nossas mãos, por isso, são peças que sofrem maior desgaste quando comparadas a brincos, colares, pingentes.
  • Nossa dica é que você, sempre que possível, retire sua joia ao realizar atividades de muito atrito ou impacto.
  • Elas podem causar riscos profundos em sua joia! Não recomendamos, por exemplo, praticar atividades físicas como musculação ou Crossfit utilizando sua aliança.

Aconselhamos também que você evite o contato com produtos químicos, pois alguns desses elementos podem reagir com o ouro 18k, comprometendo a coloração, o brilho e, em casos extremos, até mesmo a estrutura da joia. E para aliança com diamantes os cuidados devem ser redobrados! Os diamantes são extremamente duráveis, porém não indestrutíveis. E se a sua aliança já não tem o mesmo brilho de antigamente, fique tranquilo(a), isso pode ser um sinal de que ela está apenas suja! Para saber como limpar sua joia em casa, com 5 passos super simples, clique aqui,

Porque o ouro fica vermelho?

Mas por que o ouro fica vermelho? Assim como a prata e as semi joias, o ouro pode sofrer alterações na cor e no brilho por conta da oxidação, quando entra em contato com o ar, a luz e a umidade.

O que significa o número 750 na aliança?

O ouro puro(24klts) apesar de um metal nobre, raro e imune a corrosão e a oxidação, é muito macio e flexível. Para uso pessoal em um anel ou aliança por exemplo, não resistiria aos efeitos mecânicos do dia a dia, uma simples pressão de um aperto de mão ao se cumprimentar uma pessoa poderia deformar uma aliança de espessura normal.

  • Ao ser ligado na proporção correta (75% de pureza ) continua com suas propriedades e adquiri resistência mecânica, além de receber proporcionar uma coloração especial ao metal, oferecendo brilho ideal no acabamento final em uma peça nova.
  • Além disso, é possível reparos sem danificar o metal se a joia sofrer um forte risco ou impacto.

O ouro puro não permite isto pois nem o polimento ficaria perfeito como o ouro 18 kilates. Para se saber qual a percentagem de ouro que está contida em uma determinada liga, os americanos convencionaram determiná-la através da quilatagem do metal (karat), simbolizada pela letra K.

Dessa maneira, convencionou-se que o ouro 24K, considerado 100% puro, equivale a 999 pontos de ouro (escala européia). O ouro puro tem 24K, e 75% de 24 é igual a 18. Assim, uma joia que possui 75% de ouro puro é uma joia de 18K (750/1000). Os outros 25% da joia correspondem ao metal ou metais que farão parte da liga.

E a cor da joia é definida pela seleção da composição destes 25%.

Quando se diz, por exemplo, que um objeto tem um toque de 750 milésimos, isso quer dizer que em 1000 unidades de massa da liga com a qual foi confeccionada a peça de metal precioso, existem 750 unidades de metal precioso puro.Eis algumas equivalências entre milésimos e quilates: 333 milésimos equivalem a 8K; 375 milésimos equivalem a 9K; 585 milésimos equivalem a 14K (muito utilizado nos EUA); 750 milésimos equivalem a 18K (utilizado no Brasil); 800 milésimos equivalem a 19,2K (liga utilizada em Portugal); 1000 milésimos equivalem a 24K (ouro puro, denominado “ouro mil” ou “ouro fino”).

É impossível detectar a olho nu qual o toque de uma determinada peça, isso significa que uma joia de 333 milésimos, por exemplo, pode ser exatamente igual, no que diz respeito ao seu aspecto, a uma joia de 750 milésimos. Para isto existe o “ácido de toque”, à base de ácido nítrico, que usado com conhecimento pode fornecer exatamente o teor do ouro: se é ouro 750 milésimos ou “ouro baixo”, ou seja, inferior a esta percentagem.

Cores das ligas seguem normas internacionais que possuem como parâmetro a nomenclatura CIELAB. Esta norma descreve todas as cores visíveis pelo olho humano e foi criado para servir como um modelo independente a ser usado como referência. Com o objetivo de padronizar as cores d ouro, foi criada uma nomenclatura própria de coloração, usualmente intituladas 1N, 2N, 3N, 4N e 5N.

Fonte: www.joiabr.com.br Tabela de composições para ligas de ouro 18K

COR OURO PRATA COBRE RESULTADO
1N 75 g 17,50 g 7,50 g AMARELO ESVERDEADO
2N 75 g 15,0 g 10,0 g AMARELO MAIS CLARO
3N 75 g 12,50 g 12,50 g AMARELO MAIS AVERMELHADO
4N 75 g 10,0 g 15,0 g ROSÉ
5N 75 g 0,0 g 25,0 g VERMELHO
75 g 25,0 g 0,0 g VERDE
75 g Prata Zinco AZUL
75 g Prata Ferro (ou aço) NEGRO
75 g 12,50 g 12,50 g (paládio) OURO BRANCO (ACINZENTADO)

A platina é um metal utilizado no seu estado puro, porém como é um metal muito duro para se utilizar na Joalheria, optou-se por utilizar ligas que compusessem o Ouro Branco. O ouro branco é tão valioso quanto o de outras cores. É uma liga composta por ouro e outros metais brancos.

  1. Normalmente ele é composto a partir da mistura com o níquel ou a prata e o paládio.
  2. O paládio é mais utilizado, pois o níquel causa alergia a uma parcela dos consumidores.
  3. Por esta razão, seu aspecto final é opaco e acinzentado.
  4. Para que tenha brilho, é necessário que passe por um processo técnico de acabamento popularmente conhecido como “banho de ródio”, que é um metal na forma líquida que se acumula na superfície do ouro branco ou de outros metais.

O ouro branco não deve ser confundido com o PP (prata/paládio), liga utilizada na composição de um metal branco que não leva ouro, porém após ser rodinado fica com a mesma aparência de uma peça de ouro branco ou platina.

COR PERCENTAGEM OURO PURO PERCENTAGEM COBRE PURO PERCENTAGEM PRATA PURA PERCENTAGEM OUTROS METAIS
AMARELO 75% 12,5% 12,5%
AMARELO ROSADO 75% 15% 10%
BRANCO 75% 25% PALÁDIO
VERMELHO 75% 25%
ROSA 75% 22,25% 2,75%
ROSA CLARO 75% 20% 5%
ESVERDEADO 75% 6% 15% 4% CÁDMIO
VIOLETA 75% 25% PLATINA

Fonte: www.joiabr.com.br :

Qual é o valor de 1 kg de ouro hoje?

Mas quanto vale um quilo de ouro? A cotação atual está entre R$ 300 mil e R$ 308 mil, dependendo do tipo de negociação.

Qual vale mais ouro 18 ou 750?

Adoro Joias Já aconteceu de alguém te falar que uma joia é de ouro 14 ou ouro 18? Vamos lá com a tradução do que isso significa. O ouro puro é um material muito, muito maleável. Se você tiver um anel 100% de ouro e cumprimentar alguém, num aperto de mão, o anel vai entortar, ficando ovalado.

Claro que ninguém quer uma joia assim, tão delicada que parece feita de massinha de modelar. Então, o ouro é misturado a outros elementos, como o cobre, o zinco, a prata ou o paládio, formando uma liga metálica. Esses metais determinam a dureza da liga, mas também interferem na cor do ouro – assunto para um futuro post, prometo! Para definir a quantidade de ouro numa liga, surgiu a expressão quilates (K), sendo que 24K equivalem a 100% ouro, ouro puro.

Se falarmos que uma joia é de ouro 18K, isso significa que ela tem 18 partes de ouro e 6 partes de outros metais, ou seja, tem 75% de ouro. Daí, também, o termo ouro 750, mais usado na Europa. Então, ouro 18K ou ouro 750 são a mesma coisa. Se a joia for 14K, isso significa que ela contém 14 partes de ouro, 10 de outros metais e assim por diante.

Se você olhar com lupa o interior de uma joia, verá que muitas delas trazem um número impresso. Nas joias da H.Stern, há sempre a marca 750 – referente ao ouro 750 ou 18K usado. Muitos países têm legislação específica sobre o assunto. Nos Estados Unidos, por exemplo, é considerada joia de ouro qualquer liga acima de 10K.

Aqui no Brasil, tem que ser no mínimo 14K para a liga poder ser chamada de ouro. Agora, esse quilate (K) nada tem a ver com o quilate (ct) usado para medir o peso de uma pedra preciosa. E isso cria uma confusão danada, porque o K é uma medida de pureza e o ct é uma medida de peso, duas coisas totalmente diferentes dentro da mesma palavra quilate.

Quanto custa 3 gramas de ouro 18 quilates?

R$ 1.070,00 Deseja abaular?

Como calcular o preço do ouro 18k?

Baixe em PDF Baixe em PDF Se você pretende vender algumas peças de ouro usado, a grande pergunta sempre é quanto ele vale. Os preços do ouro tendem a aumentar quando a economia está estagnada ou quando há preocupações com a inflação ou com uma guerra. No entanto, antes de levar as suas joias, obturações dentárias, ou barras de ouro para um negociante (ou enviá-los pelo correio), é interessante saber exatamente quanto eles valem, certificando-se de obter um preço justo na troca.

  1. 1 Use uma lupa para descobrir o número de quilates em cada peça. Separar todas as peças pelo quilate não só facilita a estimativa dos seus reais valores, mas também pode apontar itens que nem são de ouro. A sua primeira e principal tarefa é aprender a dizer se o ouro é real.
    • Se ele for ilegível, pode-se pedir para um negociante confiável testar a peça. Há também a possibilidade de que partes da peça sejam banhadas em ouro, o que poderá ser avaliado por um especialista através de uma análise química.
    • É válido ressaltar que a maioria das joias fabricadas antes de 1980 é marcada abaixo do seu valor real em quilates. Por exemplo, as joias marcadas como 18K são, na verdade, de 17K a 17,5K. Isso aconteceu porque, em 1980, houve uma mudança nas leis de marcação e pureza de joias de ouro.
  2. 2 Faça um teste ácido em qualquer um dos itens que causar incerteza. Se depois de analisar a peça com uma lupa você ainda estiver incerto quanto à existência ou não de ouro nela, será necessário testá-la. Você tem duas opções: o teste ácido e o Skey. O primeiro, o teste ácido, exigirá um kit de testagem de ouro ou as partes individuais que juntas formam um (o ácido e a pedra).
    • Compre o ácido e a pedra. Eles podem ser adquiridos em fornecedores de joias (lojas físicas ou online) por um preço pequeno e são vendidos separadamente ou em conjunto. Um kit virá com soluções para teste de 10 ct, 14 ct, 18 ct e 22 ct, sendo a mais comumente usado o ácido nítrico. Além disso, também virá uma pedra de teste, que pode ser feita de diversos materiais diferentes, como a novaculite, Por último, alguns desses kits ainda contêm uma balança para a pesagem.
    • Para joias supostamente de 14 ct, esfregue o item na pedra e pingue uma gota da solução ácida para 14 ct sobre a marca deixada. Se a peça for, de fato, ouro 14 ct, não haverá nenhum mudança. Se for 10 ct, o ácido 14 ct ficará marrom. Se ele desaparecer completamente, o item não é de ouro.
    • Para itens não marcados, aumente o quilate do ácido gradativamente até que o resultado fique marrom; quando isso acontecer, o quilate da peça será o do ácido anterior. Por exemplo, se, para determinada peça, o ácido 18 ct não sofrer mudanças, mas o 22 ct fica marrom, a peça é de ouro 18 ct. Ainda, se o ácido 14 ct não tem efeito, mas o 18 ct vira marrom, a peça é feita de ouro 14 ct.
  3. 3 Use o Teste Skey: Compre um teste ou uma caneta verificadora que aplique o método Skey. Esses testes são um pouco mais caros e podem ser usados até 1000 vezes. Além disso, é uma alternativa muito mais segura, pois não é necessário lidar com substâncias perigosas, como o ácido nítrico.
    • Desenhe um linha de, aproximadamente, 6 mm e corra a ponta da caneta 4 vezes por ela, mantendo-a sempre em contato com a peça.
    • Feito isso, escreva imediatamente uma linha em um papel branco qualquer.
      • Se a peça for de ouro abaixo de 10 ct, a linha será castanha clara e ficará verde em alguns segundos
      • Se for de 10 ct, a linha será marrom clara.
      • Se for de 14 ct, a linha será marrom escura.
      • Se for de 18 ct, a linha será laranja.
      • Se for de 22 ct, a linha será amarela.
      • Se for de 24 ct, a linha será vermelha.
      • Se a caneta não desenhar nenhuma linha, o material não é ouro.
  4. 4 Mantenha as moedas de ouro separadas do restante das suas peças, uma vez que elas podem ter um valor numismático (relativo à ciência que estuda as moedas) superior ao valor do ouro nelas contido. Essas peças são avaliadas baseando-se na idade, na raridade e na condição geral de conservação.
    • Se você tem experiência em leilões online, essa é uma boa alternativa, embora os compradores mais sérios (e dispostos a pagar mais) geralmente exijam um certificado de autenticidade. É extremamente importante que as negociações sejam feitas em um site de renome e confiável tanto para a sua segurança quanto para a do possível comprador. O grande benefício de um leilão, assumindo que você saiba o real valor da moeda, é que, caso vários colecionadores se interessem por ela, o preço pode ir às alturas.
    • Para maiores informações, leia o nosso artigo (em inglês) sobre o assunto: How to Determine the Value of Bullion Gold Coins

    Publicidade

  1. 1 Compre uma balança para pesar o ouro. Determinar o peso do ouro é fundamental no cálculo do real valor da peça. Embora essa quantia não represente necessariamente o que será pago, ela serve como uma excelente base para se iniciar as negociações.
    • Compre uma balança de precisão de 0,1 g ou 0,01 g. É fundamental comprar uma balança de precisão, uma vez que as margens de erro dos modelos tradicionais não devem ser toleradas ao lidar com um material valioso como o ouro.
    • Caso não possa comprar uma balança de precisão, use um modelo para alimentos. A maioria das balanças de alimentos de baixo custo não tem precisão na casa decimal; então leia bem o manual desses aparelhos antes de confiar nas suas medições.
    • Caso não tenha como fazer os testes ou não esteja disposto a realizar os mesmos, leve o ouro usado para ser pesado por um joalheiro profissional.
  2. 2 Pese as suas peças separadamente, dividindo-as em grupos de diferentes quilates. Para os modelos mais antigos, você terá que anotar o valor para qual a seta marcadora da balança aponta. Já nos aparelhos mais modernos e digitais, basta ler a marcação no painel.
  3. 3 Converta entre gramas e onças, a depender da balança e do seu interesse. Há 28.3495231 gramas em uma onça.
    • Em geral, o quilate do ouro não afetará tanto assim o peso dele. Se seus cálculos forem feito com peças do mesmo peso, melhor.

    Publicidade

  1. 1 Determine o preço do ouro. Antes de iniciar qualquer negociação pelas suas peças, é importante saber os seus reais valores. Existe uma fórmula exata para esse cálculo e o único fator variável na equação é o preço de mercado atual do ouro. Esse valor pode ser encontrado facilmente na Internet ou em jornais e revistas.
    • A melhor opção é, de longe, verificar o preço do ouro em tempo real pela Internet. Quando levar os seus itens ao comprador, você ainda pode usar o seu celular para acompanhar as flutuações do dia.
  2. 2 Divida o preço de hoje do ouro por 31,1 para obter o preço atual do ouro por grama. Por exemplo, se o preço de hoje por onça troy é de R$ 1.600, logo o preço de hoje por grama é de R$ 51,45 (R$ 1.600 / 31.1).
  3. 3 Multiplique pela pureza do ouro. Para cada grupo de diferentes quilates, divida o valor por 24 e, em seguida, multiplique esse percentual pelo preço de hoje do ouro por grama. Por exemplo, para uma peça de 10 ct e com o preço atual do ouro em R$ 1.600 por onça troy, temos que 1 g vale R$ 51,45, logo o preço de uma peça de 10 ct é de R$ 51,45 x 0,4167 (10/24) = R$ 21,44 por grama de ouro 10 ct.
    • 10 ct = 10/24 = 0,4167
    • 14 ct = 14/24 = 0,5833
    • 18 ct = 18/24 = 0,7500
    • 22 ct = 22/24 = 0,9167
  4. 4 Realize um processo de análise para seu real percentual de pureza ser determinado. Por exemplo, em algumas peças, quando se derrete o ouro, você perderá parte do peso inicialmente utilizado no cálculo devido às ligas utilizadas no processo de fabricação.
    • O processo de análise toma uma amostra do ouro, processando-o e analisando sua pureza. A amostra é derretida, separada e pesada, procedimento que dá uma conclusão sobre sua pureza.
  5. 5 Multiplique o preço por grama com o peso em gramas. Se você tem 10 gramas de ouro 10 ct e calculou que o preço por grama é de R$ 21,44, logo a sua peça vale 10 x R$ 21,44 = R$ 214,40. Alguns exemplos:
    • Se você tem 5 gramas de ouro 14 ct e o valor atual da onça troy é de R$ 1.600,00, logo o valor por grama seria de R$ 51,45. Esse número deve ser multiplicado por 0,5833 (14 ct) para se obter R$ 30,01, o valor por grama de ouro 14 ct. Assim, o valor total das suas peças é de R$ 30,01 x 5 g = R$ 150,05.
    • Se você tem 15,3 gramas de ouro 10 ct e o valor atual da onça troy é de R$ 1.600,00, logo o valor por grama seria de R$ 51,45. Esse número deve ser multiplicado por 0,4167 (10 ct) para se obter R$ 21,44, o valor por grama de ouro 10 ct. Assim, o valor total das suas peças é de R$ 21,44 x 15,3 g = R$ 328,02.
    • A maioria das pessoas usa gramas para estes cálculos, mas alguns compradores de ouro podem usar pennyweight (DWT), ao invés de gramas. Há 20 pennyweights em uma onça troy, ou seja, basta substituir 31,1 por 20 na nossa fórmula. Uma outra opção é multiplicar um pennyweight por 1,555 para obter o peso equivalente em grama ou dividir o peso em grama por 1,555 para obter o equivalente em pennyweight.

    Publicidade

  • Os negociantes de ouro, que podem ser encontrados em lojas de penhor ou nos cartazes “compramos ouro”, em geral pagam de 30 % a 60 % do valor real do ouro, uma vez que eles ainda terão que processar o material e precisam lucrar com a revenda. Devido às margens elevadas do mercado atual, não é recomendado vender para esses compradores. No entanto, é possível encontrar lugares que pagam um percentual mais elevado do valor atual do ouro e, ainda assim, conseguem lucrar. Dito isso, fica claro que é fundamental pesquisar bastante antes de optar por um comprador; é provável que existam vários negociantes de ouro da sua região, então certifique-se de visitar alguns deles.
  • As refinarias de ouro costumam pagar entre 90 % e 98 % do valor atual do ouro, e as mais respeitáveis no mercado costumam ter um site informando, em tempo real, as cotações oferecidas. No entanto, elas costumam ter um peso mínimo para compra, que varia de 85 g até 140 g. Pequenas quantidades podem ser vendidas em sites de leilões confiáveis por cerca de 90 % ou um pouco mais se as joias estiverem em excelente estado.
  • Nunca venda diamantes ou outras pedras preciosas para compradores de ouro. Peça apenas para que eles removam as pedras da joia para você, sempre trabalhando sobre sua supervisão. Não envie diamantes ou outras pedras preciosas para refinarias, pois elas não pagarão nada pelos itens e, na maioria dos casos, eles não serão devolvidos. É recomendável consultar um joalheiro confiável para remoção e avaliação das pedras antes de levá-las a um potencial comprador.
  • Próteses dentárias antigas de ouro podem ser de 24 ct, mas as mais recentes costumam ser de 16 ct. O quilate dessas peças varia, em geral, de 8 ct a 18 ct. Além disso, o metal branco em próteses dentárias pode aparentar ser platina, mas tome cuidado para não confundi-lo com Carbo-chlor, que passa no teste para o ouro e platina. Independentemente disso, ele pode ser enviado para refinadores e será testado como ouro e platina.
  • Para uma lista de negociantes respeitáveis de ouro e moedas nos EUA, consulte a página do United States Mint,

Publicidade

Esteja ciente dos regulamentos fiscais do seu país em relação à venda de ouro. Em caso de dúvida, consulte o seu contador.

Publicidade

  • Ouro usado;
  • Internet e / ou jornais e revistas com os preços do ouro;
  • Balança de precisão ou de alimentos;
  • Ácido e pedra ou caneta para testar a pureza do ouro;
  • Calculadora para conversões e cálculos.

Esta página foi acessada 251 300 vezes.

Quanto vale 1 g de ouro em dólares?

GC=F – Gold Dec 23

Último Preço 1.919,80
Variação do Dia 1.906,10 – 1.921,70
Volume 81.911
Preço de Venda 1.909,40

É normal ouro escurecer?

Em nossos canais de atendimento, muitos clientes nos perguntam: alianças e joias em ouro escurecem? A resposta é SIM ! Tanto a prata quanto o ouro são metais nobres sujeitos à oxidação, que é a formação de camadas escuras ou manchas na superfície da peça.

  1. O Ouro 18k (750) apresenta maior resistência à oxidação, se comparado a outros metais, como o cobre e a prata.
  2. No entanto, em maior ou menor velocidade, o ouro pode oxidar, apresentando um aspecto escurecido ou algumas machas na superfície da joia.
  3. A oxidação nada mais é que a reação entre as moléculas do metal e o oxigênio, sendo acelerada muitas vezes na presença de determinados produtos químicos (materiais de limpeza, hidratante, cosméticos, perfumes e até alguns antibióticos).

Algumas pessoas possuem também um suor extremamente ácido, favorecendo o processo de oxidação. Esse é um processo natural e é apenas superficial; não afeta o interior do produto, nem a sua qualidade. Outro detalhe importante é que a maioria das joias é entregue ao cliente em caixas de veludo.

  1. Mas as caixinhas servem apenas para a apresentação do produto, não devem ser utilizadas como porta joias.
  2. Elas têm bastante produto químico para conservação e podem provocar a oxidação do ouro.
  3. Então, segue a dica: não guarde suas joias em caixas ou saquinhos de veludo! A melhor maneira de preservá-las é lavá-las com água e detergente e armazená-las em saquinhos plásticos vedados.

A boa notícia é que o processo de oxidação é facilmente reversível. Basta dar um polimento e sua joia recupera novamente o brilho. Casos leves de oxidação podem também ser revertidos em casa (esfregando na joia uma flanela com pasta de dente, por exemplo).

Qual é a cor do ouro 18 quilates?

Ouro Branco – Quando prateada, a liga de ouro 18K é chamada de ouro branco e pode ser confundida com outros metais preciosos, como a prata de lei e a platina. Comumente, sua composição é feita de ouro, paládio e prata. Uma curiosidade sobre essa liga é que sua verdadeira tonalidade tem reflexos amarelos, parecidos com o ouro champanhe, e a joia precisa ser banhada em ródio para ficar com o acabamento prateado e seu esplendoroso brilho cinza-esbranquiçado. ANEL VINCO EM OURO BRANCO 18K COM BRILHANTES SINTÉTICOS, AMANDA DE NARDI

Qual é a marcação do ouro branco?

Hoje em dia, o ouro branco tem no mínimo 2 marcas. A marca do fabricante e a marca de contrastaria, indicando a qualidade do ouro.

Qual é a cor do ouro bruto?

O ouro bruto é encontrado somente em uma tonalidade de cor: amarelo, igual uma gema de ovo.