Como Acabar Com As Espinhas?

Como acabar com as espinhas no rosto?

Utilize esfoliante de pele 1 a 2 vezes por semana. Aposte em um sérum e máscara facial, que possuem ativos que auxiliam no combate à acne e à oleosidade. Opte por maquiagem oil free. Consuma alimentos que ajudam a diminuir a inflamação da pele, como o salmão, frutas, legumes e sementes de girassol.

Como se livrar das espinhas mais rápido?

Aposte em ativos antioleosidade e antiacne – Produtos que contém ativos como Ácido Salicílico, Ácido Mandélico, Niacinamida, entre outros, são conhecidos por ajudar a secar as espinhas rapidamente. Ao comprar itens para a sua rotina de autocuidado, procure por produtos que contenham esses ingredientes, dessa forma você estará tratando a pele e ajudando a recuperar a aparência saudável da pele.

O que pode causar espinhas no rosto?

Acne | Biblioteca Virtual em Saúde MS Acne é uma doença de pele que ocorre quando as glândulas secretoras de óleo (glândulas sebáceas) tornam-se inflamadas ou infectadas, provocando cravos, espinhas, cistos, caroços e cicatrizes. A acne aparece na puberdade induzida pelo início da produção de hormônios femininos (estrógenos) e masculinos (andrógenos).

  1. Apesar da maioria dos casos de acne se resolver espontaneamente na segunda década da vida, há exceções e algumas pessoas continuam apresentando os sintomas durante a vida adulta, até cerca de 35 anos.
  2. A acne aparece com maior frequência no rosto, peito e costas, onde o número de glândulas sebáceas é maior.

Desenvolve-se em pessoas com tendência hereditária; isto significa que um jovem, cujo pai e mãe tiveram acne, tem maior chance de apresentá-la. No entanto, você pode ser o primeiro a ter espinhas em sua família, assim como todos os irmãos ou somente um deles pode apresentar pele acneica.

  1. A acne pode ter graus variados, com maior ou menor inflamação.
  2. Ela sempre é mais grave quando apresenta cistos, caroços e muitas lesões.
  3. Como ocorre? Acne é causada por infecção ou inflamação das glândulas sebáceas na base dos pelos.
  4. Os poros da pele ficam cheios deste material, formando os chamados cravos.

Estes podem romper-se, liberando o material de seu interior na pele, gerando as espinhas.

  • Quais são os sintomas?
  • – cravos brancos, que são glândulas sebáceas obstruídas, com seu orifício fechado; – cravos pretos, que são glândulas sebáceas obstruídas, cujo orifício está aberto. O óleo torna-se escuro quando exposto ao ar;
  • – pústulas (espinhas), que são glândulas sebáceas vermelhas, inflamadas, infectadas, algumas vezes cheias de pus;
  • Algumas espinhas podem ser dolorosas e, em casos graves, cistos (elevações cheias de líquido), podem desenvolver-se sob a pele.
  • Quais os tipos de acne?

Acne Grau I: apenas cravos, sem lesões inflamatórias (espinhas). Acne Grau II: cravos e espinhas pequenas, com pequenas lesões inflamadas e pontos amarelos de pus (pústulas). Acne Grau III: cravos, espinhas pequenas e lesões maiores, mais profundas, dolorosas, avermelhadas e bem inflamadas (cistos).

  1. Acne Grau IV: cravos, espinhas pequenas e grandes lesões císticas, múltiplos abscessos interconectados e cicatrizes irregulares resultando em deformidade da área afetada (acne conglobata).
  2. Como é tratada?
  3. O tratamento tem como objetivos manter a sujeira e o óleo fora dos poros, reduzindo assim a inflamação e será indicado por um médico dermatologista, que avaliará o grau de sua acne e prescreverá os medicamentos mais indicados, que poderão ser de uso local ou também medicamentos via oral, dependendo da intensidade do quadro.
  4. Como posso me cuidar?
  5. Siga o tratamento prescrito por seu médico. Além disso:
  6. – lave o rosto 2 vezes por dia com um sabão suave, neutro; – lave as mãos com frequência, e evite tocar o seu rosto desnecessariamente; – não esfregue a pele nem esprema as espinhas para que não surjam cicatrizes; – não descanse o rosto nas mãos enquanto você lê, estuda, ou vê televisão; – tente manter os cabelos longe da face; – evite o sol;
  7. – embora nenhum estudo tenha comprovado uma relação entre acne e alimentação, algumas pessoas têm notado que sua acne piora após a ingestão de certos tipos de alimentos.

Tente manter um registro de sua alimentação e observar se há algum tipo de comida que piora a sua acne; – não perca as consultas de acompanhamento com seu médico. Mantenha um registro dos tratamentos que você usou, e como eles funcionaram. Há muitas alternativas para você e seu médico, então não desista! IMPORTANTE: Somente médicos e cirurgiões-dentistas devidamente habilitados podem diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios.

É bom passar gelo nas espinhas?

Uma das melhores propriedades do gelo é o anti-inflamatório que ajuda a reduzir e curar a acne, acalma a pele inflamada e minimiza o tamanho dos seus poros. Também reduz o excesso de produção de sebo, que é o principal culpado por trás da acne.

Quando acaba a fase das espinhas?

Home SEGUNDA OPINIÃO FORMATIVA – SOF

Saúde do Jovem e Adolescente Núcleo de Telessaúde Rio Grande do Sul | 11 março 2013 | ID: sofs-5387 Existem diferentes tipos de tratamentos para espinhas na adolescência, cada caso deve receber avaliação médica (ACESSO) para a escolha do tratamento mais adequado, de acordo com a gravidade.

Podem ser receitados cremes, pomadas ou comprimidos. Casos mais graves de acne podem produzir sofrimento e baixa autoestima. A avaliação médica torna-se importante nessas situações (INTEGRALIDADE). O tratamento médico, em aproximadamente 90% dos casos, produz melhora de pelo menos 50% dos sintomas em três meses (LONGITUDINALIDADE).

DESCRIÇÃO: acne (ou espinhas) é a doença mais comum da pele, afeta a maioria das pessoas em algum momento da vida, mais frequentemente na adolescência. É mais comum na face, costas e peito. Os sintomas de acne melhoram gradualmente à medida que as pessoas envelhecem e tendem a desaparecer a partir dos 20 anos.

  1. CAUSAS: a acne não é contagiosa e não é causada por má higiene.
  2. Está relacionada com oleosidade excessiva da pele e alterações hormonais, comuns durante a puberdade.
  3. A colonização da pele por bactérias também colabora com o processo.
  4. Não há evidências de que certos alimentos como frituras ou chocolate podem causar ou agravar a acne.

Uma dieta balanceada é, contudo, importante para manter-se saudável. CUIDADOS: o acúmulo de sebo e células mortas na superfície da pele aumenta a ocorrência de espinhas. É importante lavar o rosto 2 vezes por dia com esponja macia (ou mesmo os dedos), sabonete neutro e água em temperatura ambiente.

A lavagem das mãos antes de tocar o rosto diminui a proliferação de bactérias que podem agravar o quadro. As espinhas não devem ser apertadas ou espremidas, sob o risco de deixarem cicatrizes. Evitar o uso excessivo de cosméticos, dar preferência aos a base de água e não comedogênicos – que crie comedões, os conhecidos “cravos” – (ver bula) e remover toda maquiagem à noite.

O uso de protetor solar durante o dia também é importante na manutenção da saúde da pele. SOF Relacionadas:

O que devemos fazer para prevenir e tratar a acne na adolescência? Como fazer tratamento da acne na atenção primária?

Como tirar todas as espinhas em 1 semana?

Fazer esfoliação da pele Fazer esfoliação da pele de 1 a 2 vezes por semana ajuda a desobstruir os poros e manter a pele mais saudável e limpa, o que ajuda a acabar com as espinhas mais rapidamente e a evitar o surgimento de novas espinhas.

É bom colocar pasta de dente na espinha?

Pasta de dente seca espinhas? Respostas de uma dermatologista – Selena Gomez já disse ser um truque seu e uma passadinha rápida pela busca “pasta de dentes na espinha” no TikTok, levanta a dúvida: seria esse realmente um uso da pasta de dente? A ideia começou por causa de um componente chamado triclosan, bastante encontrado em desodorantes, sabonetes e cremes dentais.

Pode colocar sal na espinha?

A dermatologista chama a água do mar de panaceia, ou seja, algo como um ‘remédio’ ao qual é atribuído a capacidade de curar tudo. Porém, a acne pode acabar se beneficiando de seu efeito esfoliativo e de limpeza dos poros. ‘ O sal pode, teoricamente, tirar a oleosidade e secar as espinhas ‘, esclareceu.

O que cada lugar de espinha significa?

Mapa da Acne: entenda o que significam em cada região do rosto Na adolescência ou na fase adulta, o aparecimento de cravos e espinhas é um problema que afeta homens e mulheres de todos os estilos de vida. Por isso é importante entender um pouco sobre o que pode influenciar no aparecimento deles em nosso rosto.

  • Confira abaixo o significado de espinhas em cada área do seu rosto:
  • Testa: Área que possui maior concentração de glândulas sebáceas e também o contato com cosméticos como shampoos e condicionadores, pode influenciar no aparecimento da acne.
  • Queixo: O aparecimento da acne está relacionado, em sua maioria, com alterações hormonais.

Nariz: Existe uma predisposição para o surgimento de cravos e espinhas. Mas os índices de vitamina B podem estar baixos também. Bochechas: A acne que surge nesta região pode estar relacionada com um alto consumo de açúcar. Essa área também está conectada aos seus pulmões, fique atento.

  1. Entre as sobrancelhas: Este aparecimento pode apontar que sua não é saudável e baseada principalmente em alimentos gordurosos.
  2. Ao redor dos olhos: área ligada aos seus rins, portanto qualquer alteração, pode significar falta de hidratação no organismo.
  3. Têmporas e sobrancelhas: pode ser agravada por resquícios de produtos na pele ou maquiagem, por isso é importante a remoção correta desses produtos sempre.
  4. Lábios: Prisão de ventre e excesso de alimentos fritos e apimentados podem causar a presença de acne neste local.
  5. Para acompanhamento, visite seu dermatologista e faça o acompanhamento do tratamento.
You might be interested:  Como Engrossar O Cabelo?

: Mapa da Acne: entenda o que significam em cada região do rosto

O que é melhor para espinha gelo ou água quente?

Baixe em PDF Baixe em PDF Já tentou de tudo para se livrar da acne? Bem, talvez você ainda não tenha experimentado um método bastante comum, que pode ser a solução para o seu problema. Uma simples compressa quente ajuda a abrir os poros, facilitando a eliminação da sujeira e do excesso de óleo que pode estar causando a acne, ao mesmo tempo em que diminui a inflamação e melhora a circulação sanguínea no rosto.

  1. 1 Lave as mãos antes de tocar no rosto. As mãos estão repletas de germes devido ao contato constante com diversos objetos, como celular, maçanetas, teclado do computador, dentre muitos outros, e é a transmissão dessa sujeira que pode contribuir para a contaminação da pele do rosto por bactérias causadoras de acne. Portanto, use uma quantidade suficiente de sabonete para esfregar as mãos e enxágue-as com água morna.
  2. 2 Lave o rosto. Use um produto de limpeza facial suave e água morna para limpar bem a pele antes de fazer a compressa. Use as pontas dos dedos para passar suavemente o produto no rosto, evitando esfregar demais a pele para não irritá-la antes de fazer a compressa.
  3. 3 Prepare a toalha. Pegue uma toalha de rosto limpa e passe-a sob água morna ou coloque-a em uma tigela com água morna para molhá-la completamente. A água não deve estar muito quente para não queimar o seu rosto nem ressecar demais a sua pele. Se preferir, você também pode usar uma bola de algodão em vez de uma toalha caso queira fazer a compressa em uma única espinha.
    • Você também pode aquecer a compressa no micro-ondas colocando uma toalha úmida em um saco do tipo Ziploc por alguns segundos.
  4. 4 Use um pouco do óleo de melaleuca. Ele é considerado um remédio natural bastante eficaz para diminuir a ocorrência de acne. Para isso, basta adicionar de seis a 12 gotas desse óleo à tigela de água morna antes de mergulhar a toalha ou a bola de algodão nela. Sempre dilua o óleo de melaleuca em água antes de passá-lo no rosto e evite o contato direto com os olhos.
    • Sabendo que o óleo de melaleuca pode irritar a sua pele, teste a solução diluída no seu braço antes de passá-la no seu rosto.
  5. 5 Faça a compressa. Aplique a compressa em seu rosto por dez minutos, reaquecendo-a conforme necessário. Ela pode ser aplicada em todo o rosto ou apenas sobre uma espinha, e você pode repetir esse procedimento de duas a três vezes ao dia.
    • Ao tirar a compressa, os poros devem estar abertos e as espinhas, apontadas para fora. Caso não note qualquer mudança, mergulhe a toalha ou o algodão novamente na água e repita o procedimento.

    Publicidade

  1. 1 Faça uma compressa de chá verde. Ele contém polifenois, compostos anti-inflamatórios e antioxidantes bastante úteis para a pele. Coloque um saquinho de chá em infusão em água quente, em seguida, esprema delicadamente o excesso de água e deixe o saquinho esfriar. Depois, é só colocá-lo sobre a espinha por 15 minutos e enxaguar o rosto com água assim que terminar.
    • Você também pode colocar saquinhos de chá verde sob os olhos para diminuir o inchaço das olheiras.
  2. 2 Faça uma compressa de gelo. Caso a região do rosto só esteja dolorida (predizendo o aparecimento de uma espinha) ou a espinha esteja doendo muito, use uma compressa de gelo, pois a temperatura fria reduz o inchaço, a inflamação, a vermelhidão e a dor.
    • Você também pode fazer uma compressa de gelo depois de uma compressa quente se a espinha não estiver com a ponta branca.
    • Você também pode aplicar o gelo diretamente na pele, mas não por muito tempo para não queimar.
    • Uma compressa fria também pode ser usada para aliviar picadas de insetos, bastando deixá-la por 15 minutos algumas vezes ao dia.
    • Caso sua pele seja ressecada e coce com frequência, faça essa compressa nas áreas irritadas.
  3. 3 Experimente a aromaterapia. Alguns estudos demonstram que cheirar o óleo essencial de alecrim ou de lavanda por cinco minutos reduz o estresse. Da mesma forma, passar uma toalha embebida em cinco a dez gotas do óleo de hortelã-pimenta diluídas em uma a duas xícaras de água na pele também alivia dores de cabeça de tensão. Depois de fazer essa compressa no rosto, você também pode passar a toalha úmida no restante do corpo. Publicidade
  1. 1 Enxágue o rosto com água fria. Depois de fazer a compressa quente, lave o rosto com um gel de limpeza antiacne ou suave, em seguida, jogue um pouco de água fria na face para fechar os poros e aliviar qualquer incômodo causado pelo calor aplicado anteriormente.
  2. 2 Passe um produto tópico para tratar a acne. Se a espinha já estiver madura e com uma ponta branca, passe um creme contendo ácido salicílico, peróxido de benzoíla ou enxofre depois da compressa para tratar a espinha. Esses ingredientes são bastante eficazes no tratamento da acne, e a aplicação logo após a compressa facilita a absorção do produto, pois os poros já estão dilatados devido ao calor.
  3. 3 Não esprema a espinha. Cutucar, apertar ou espremer a espinha aumenta o risco de cicatrizes e manchas na pele que podem demorar mais tempo ainda para sair. Caso, ainda assim, opte por espremer aquela espinha já bastante madura, aplique suavemente uma pressão em ambos os lados dela usando cotonetes, mas nunca usando diretamente os dedos.
  4. 4 Procure um dermatologista. Caso a compressa não funcione e a acne não melhore, procure um dermatologista para que ele possa receitar a você um medicamento mais eficaz para o seu caso. Esse profissional pode ajudá-lo a controlar a acne, diminuir a oleosidade do rosto e reduzir as cicatrizes e manchas na pele.
    • Avalie com o médico os riscos e os benefícios de qualquer medicamento que possa ser prescrito e conte a ele os métodos que você já usou para tratamento da acne antes.
  5. 5 Use um corretivo. Se a espinha ainda estiver muito visível mesmo depois da compressa e da medicação tópica, use um pouco de maquiagem para disfarçá-la mais. Dê preferência aos cosméticos não comedogênicos, que proporcionam uma cobertura leve ao mesmo tempo em que permitem que a pele respire.
    • As maquiagens minerais que não contêm oxicloreto de bismuto e dimetil polissiloxano (dimeticona) são as mais recomendadas para esse tipo de caso.

    Publicidade

  • O calor “puxa” a espinha, piorando-a para chegar ao ponto de estourar. Portanto, se quiser que ela “suma” ou murche, use uma compressa fria.
  • Pare de usar a compressa ou qualquer outro método se sentir irritação, secura, vermelhidão ou dor na pele.
  • Use esse método apenas de duas a três vezes por semana para não danificar sua pele com a exposição constante ao calor.
  • Não faça uma compressa com produtos aos quais você possa ser alérgico.
  • Sempre combine um óleo essencial a um óleo transportador (qualquer óleo vegetal) antes de colocá-lo na água, pois se usar o primeiro puro, as gotículas não diluídas e concentradas dele poderão irritar a sua pele. A mistura deve ser feita, porque os óleos essenciais não são solúveis em água, necessitando de um óleo transportador para diluí-los.

Publicidade Esta página foi acessada 48 097 vezes.

Como tirar espinha da noite para o dia?

3 Formas de Se Livrar de uma Espinha da Noite Para o Dia Um dia muito importante está chegando e uma espinha vermelha e difícil de esconder apareceu no seu corpo, do nada? Acredite, todo mundo já passou por isso. A vermelhidão da espinha normalmente é sinal de inflamação e irritação, portanto, resista à tentação de estourá-la, pois fazê-lo só vai piorar o problema.

  1. 1 Passe um pouco de mel sobre a espinha. O mel tem propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias, o que o torna um bom produto para tratar a vermelhidão da pele. Procure por um mel 100% natural e puro.
    • Mergulhe um cotonete no mel e espalhe-o pela espinha. Deixe agir por 15 minutos e enxague com água morna, sem esfregar. Repita o processo quantas vezes forem necessárias.
    • Se preferir, mistura mel com canela ou pó de cúrcuma para formar uma pasta e aplique-a sobre a espinha utilizando um cotonete. A canela e a cúrcuma também têm propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas, o que reforça a ação do mel. Como a cúrcuma pode manchar a pele, teste-a no pulso ou atrás da orelha para ver qual será o efeito antes de aplicá-la em um local visível da pele.
  2. 2 Use o gelo para reduzir o inchaço e a vermelhidão. Assim como é utilizado no combate do inchaço muscular, o gelo também pode aliviar o inchaço de uma espinha. Você precisará apenas de uma toalhinha limpa e um pouco de gelo.
    • Enrole os cubos de gelo na toalhinha e aplique sobre a espinha por 20 minutos. Se precisar repetir o processo, espere 20 minutos.
  3. 3 Use o pepino. Trata-se de um fruto refrescante que contém propriedades adstringentes que ajudam na redução do inchaço e da vermelhidão. Coloque o pepino na geladeira antes de utilizá-lo na pele, para potencializar os efeitos.
    • Coloque uma fatia fina de pepino sobre a espinha e deixe até que ela aqueça com o calor da pele. Em seguida, substitua-a por uma fatia fria novamente. Repita quantas vezes forem necessárias.
  4. 4 Aplique hamamélis ou vinagre de cidra de maçã. Ambos os produtos podem ser encontrados em supermercados e lojas de produtos naturais. As propriedades adstringentes deles são capazes de reduzir o inchaço e a vermelhidão da espinha.
    • Use um cotonete para aplicar o produto escolhido sobre a espinha. Deixe secar e repita a aplicação quantas vezes forem necessárias.
    • Caso a pele fique irritada, interrompa o tratamento.
  5. 5 Aplique suco de limão na espinha. O suco tem propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas naturais, ajudando a resolver o problema.
    • Umedeça um cotonete em uma ou duas gotas de suco de limão fresco e esfregue-o sobre a espinha. Deixe o líquido agir por cinco minutos e enxague com água morna. Repita de três a quatro vezes ao dia, utilizando cotonetes limpos.
    • O suco de limão é ácido e pode causar uma certa ardência na espinha, além de poder manchar a pele caso você saia no sol logo após a aplicação. Tome muito cuidado com isso, ou você pode acabar ficando com uma mancha clara e permanente na pele.
  6. 6 Passe um pouco de aloe vera. O gel, proveniente da babosa, é utilizado há muito tempo no tratamento da pele irritada ou inflamada. Ele também tem propriedades adstringentes, comprimindo a pele e evitando espinhas. Você pode comprar gel de aloe vera em uma farmácia ou abrir uma folha de babosa para extraí-lo manualmente.
    • Mergulhe um cotonete no gel e aplique-o diretamente à espinha. Deixe secar e enxague o local com água morna. Repita a aplicação duas vezes ao dia.
    • Guarde a folha de babosa na geladeira para mantê-la fresca e use-a até acabar todo o gel.
    • Não coma o gel da babosa, pois ele pode causar diarreia, problemas renais e desequilíbrios de eletrólitos.

    Publicidade

  1. 1 Pingue um colírio sobre a espinha. Os colírios para o combate da vermelhidão dos olhos contêm tetraidrozolina, uma droga que comprime os vasos sanguíneos e pode reduzir o fluxo de sangue até a espinha, aliviando o problema temporariamente.
    • Pingue uma ou duas gotas do colírio em um cotonete e aplique-o na espinha.
    • Saiba que os efeitos do colírio durarão no máximo uma hora. Use a técnica logo antes do evento especial e repita a aplicação durante ele.
  2. 2 Prepare uma pasta de aspirina. A aspirina contém ácido salicílico e pode ajudar a reduzir a inflamação e a vermelhidão da pele. Procure por comprimidos sem revestimento entérico, pois é preciso dissolvê-los.
    • Mergulhe de dois a três comprimidos de aspirina em uma colher de chá de água. Deixe que dissolvam e misture-os para formar uma pasta. Aplique sobre a espinha com um cotonete e deixe secar. Em seguida, enxague com água morna.
  3. 3 Experimente um tratamento com ácido salicílico. Procure por pomadas ou cremes próprios para o combate da acne em uma farmácia, tentando encontrar uma opção que contenha ácido salicílico. Aplique uma pequena quantidade do produto antes de dormir, sempre seguindo as instruções da bula.
    • Procure por produtos que contenham de 0,5% a 1% de ácido salicílico, com um pH de 3 a 4. Em casos mais graves, use uma concentração de 2%. Existem também alguns produtos de limpeza facial que contêm o ácido, mas ele funciona melhor quando seca na pele, o que torna os cremes e pomadas mais eficazes.
    • Procure por tratamentos localizados em farmácias e perfumarias.
    • Produtos contendo peróxido de benzoíla também são uma opção. Porém, é melhor usar um tratamento de cada vez. Jamais misture peróxido de benzoíla e ácido salicílico.

    Publicidade

  1. 1 Cubra a espinha com maquiagem. Se nenhuma das técnicas anteriores funcionou, você ainda pode recorrer à maquiagem: passe um pouco de corretivo sobre a espinha para disfarçá-la.
    • Passe uma base ou um hidratante tonificador sobre o rosto. Em seguida, aplique um sérum ou hidratante facial sobre a espinha para hidratá-la e aliviar a vermelhidão.
    • Desenhe um X sobre a espinha com o corretivo utilizando um pincelzinho. Desenhe um círculo ao redor do X e mescle o produto utilizando as pontas dos dedos. Vá dando batidinhas sobre o corretivo para mesclá-lo melhor. Nada de esfregar os dedos na pele!
    • Em seguida, aplique uma base sobre o corretivo para fixá-lo.
  2. 2 Use acessórios para chamar menos atenção para a espinha. Um colar chamativo ou um par de brincos bonito pode distrair o olhar dos outros. Combine os acessórios com as roupas para destacar uma outra parte do corpo e fazer com que ninguém note a espinha.
  3. 3 Durma bem, Muitas pessoas não sabem, mas uma boa noite de sono, com pelo menos oito horas, pode ajudar a melhorar a qualidade da pele pela manhã.
    • Limpe e hidrate o rosto antes de deitar para não irritar mais a pele enquanto dorme. Se desejar, aplique também um tratamento tópico que contenha ácido salicílico sobre a espinha e deixe-o agir durante a noite.

    Publicidade

Este artigo foi coescrito por, Mohiba Tareen é Dermatologista e é fundadora da Tareen Dermatology, clínica localizada em Roseville, Mapplewood e em Faribault, Minnesota. A Dra. Tareen se formou em medicina pela University of Michigan em Ann Arbor, ocasião em que participou da prestigiosa sociedade Alpha Omega Alpha.

  1. Durante sua residência em dermatologia na Columbia University em Nova Iorque, ela recebeu o prêmio Conrad Striztler da New York Dermatologic Society, publicando trabalhos na The New England Journal of Medicine. A Dra.
  2. Tareen, em seguida, completou sua residência focada em cirurgia dermatológica, cosmética e em tratamentos à laser.

Este artigo foi visualizado 78 173 vezes. Categorias: Esta página foi acessada 78 173 vezes. : 3 Formas de Se Livrar de uma Espinha da Noite Para o Dia

Porque gelo tira espinha?

Benefícios do gelo para a pele – “O gelo tem uma função vasoconstritora, ou seja, diminui o diâmetro dos vasos sanguíneos e, assim, diminui também o edema e a inflamação que acontece após uma extração de pele. Também pode ajudar no extravasamento de líquido que acontece em casos de olheiras “, explica Flávia.

  1. Ou seja, um dos principais benefícios que o gelo oferece para a pele é a redução do inchaço e, por isso, costuma ser muito usado logo de manhã, como primeiro passo do skincare,
  2. Na região das olheiras, faça movimentos de dentro para fora com o cubo de gelo para uma diminuição instantânea das bolsas.
  3. Assim como a água gelada, o gelo também tem o poder de fechar os poros e deixar a pele mais uniforme.

Isso faz com que ele atue quase como um primer, fazendo a maquiagem durar mais e ter um melhor acabamento. Além disso, o frio ajuda no controle da oleosidade e diminui a inflamação de espinhas. Muitas pessoas afirmam que o gelo ajuda ainda a tonificar o rosto, aumentando a firmeza da pele.

Qual é a idade que dá mais espinha?

9 de abril de 2013 – Diversos Dados divulgados pelo Ministério da Saúde (MS) apontam que a acne está presente na pele de 80% dos brasileiros entre 15 e 25 anos. Problema é mais frequente na adolescência, mas fatores genéticos, hormônios e alimentação podem levar ao surgimento das temidas “espinhas” em qualquer idade.

Tratamento precoce ajuda a evitar cicatrizes. Acne atinge todas as pessoas durante a vida Problema é mais frequente na adolescência, mas fatores genéticos, hormônios e alimentação podem levar ao surgimento das temidas “espinhas” em qualquer idade. Dados divulgados pelo Ministério da Saúde (MS) apontam que a acne está presente na pele de 80% dos brasileiros entre 15 e 25 anos.

Mais comum na adolescência, o problema, no entanto, pode se manifestar desde a infância até a fase adulta. A dermatologista Luciana Baptista, professora da Faculdade de Medicina da UFMG, sustenta a estimativa: “qualquer pessoa terá algum grau de acne durante a vida.” Por isso, a importância de tratá-la precocemente, a fim de evitar a formação de cicatrizes, principalmente no rosto do paciente. De acordo com a dermatologista, a acne surge quando a glândula sebácea, que produz a secreção da pele, é estimulada por hormônios, fazendo com que a produção dessa secreção se torne elevada.

Isso gera uma obstrução do folículo piloso, ou seja, a secreção sebácea não consegue sair pelo orifício na pele. Logo, a glândula aumentada gera um processo inflamatório, dando origem às espinhas. “A acne pode ser não inflamatória, revelando somente cravos, ou inflamatória. Esta última pode deixar cicatrizes e quanto maior for o número de espinhas e a presença de nódulos e cistos, maior a gravidade”, adverte Luciana Baptista.

A professora salienta que a causa do problema é multifatorial, estando envolvidos, principalmente, fatores genéticos e estímulo hormonal. Mas uma alimentação à base de carboidratos também pode contribuir: “geralmente, essas pessoas produzem muita insulina, que irá interferir na formação da gordura e na produção de hormônios.” Tratamento A orientação médica representa o melhor caminho e, no caso da acne grave, que não melhora com outros medicamentos existentes, o Sistema Único de Saúde (SUS) já oferece o tratamento mais eficaz, um medicamento baseado na substância isotretinoína.

  • Segundo a dermatologista, o tratamento dura cerca de seis meses e a cura completa ocorre em 70% dos pacientes, sendo que os 30% restantes devem manter um acompanhamento dermatológico para avaliação do melhor tratamento posterior, de acordo com a especificidade do caso.
  • A isotretinoína age na glândula sebácea, diminuindo sua secreção e a obstrução do folículo.

Os efeitos colaterais mais comuns, que podem ser controlados pelo médico, consistem em olhos, narinas e lábios secos. A professora alerta para a complicação mais grave, caso a mulher que esteja tomando o medicamento, engravide: a malformação do feto. Autoestima Na maioria dos casos de tratamento com o medicamento, há melhoras significativas no humor do paciente, já que a acne afeta consideravelmente a sua autoestima.

  1. Por outro lado, “existem casos de pacientes que estavam tomando isotretinoína e apresentaram um quadro de depressão, mas a relação causal não foi definida”, afirma Luciana Baptista.
  2. Ela explica que é relevante considerar o fato de que o problema é mais frequente na adolescência e que a depressão e outros quadros psiquiátricos podem ter início nessa faixa etária.

Além disso, há a possibilidade de depressão no paciente com acne grave se o problema dermatológico está atrapalhando suas relações pessoais. Para requerer o tratamento pelo SUS, gratuito, é necessário passar por uma avaliação prévia, que enquadre o indivíduo em uma série de critérios exigidos pelo MS.

Porque não consigo me livrar da acne?

5. Você pode ter algum problema de saúde causando acne – Alterações hormonais, como a Síndome dos Ovários Policísticos são causas comuns de acne e devem ser suspeitadas especialmente em casos muito resistentes ao tratamento. Consultar um médico é fundamental. Este um dos principais motivos por que a acne não melhora.

Como tirar espinhas do rosto caseiro em 1 dia gelo?

Embrulhe os cubos de gelo em um pano ou toalha limpa, pressione em cima da espinha por, em média, 5 minutos. Procure não deixar por muito tempo, 10 minutos é o máximo para deixar sob a pele.

Como tirar cravos e espinhas do rosto em 1 dia?

Dica #2: Vapor – Aquecer água em uma tigela, deixar produzir vapor suficiente e colocar o rosto onde não há risco de se queimar, mas que chegue vapor suficiente. Ficar alguns minutos e retirar-se, apertando imediatamente a área onde houver cravos. Graças ao calor, a pele abre seus poros e facilita a limpeza, Pode-se colocar algodão nos dedos para não deixar marcas no rosto.

Como tirar espinha da noite para o dia?

3 Formas de Se Livrar de uma Espinha da Noite Para o Dia Um dia muito importante está chegando e uma espinha vermelha e difícil de esconder apareceu no seu corpo, do nada? Acredite, todo mundo já passou por isso. A vermelhidão da espinha normalmente é sinal de inflamação e irritação, portanto, resista à tentação de estourá-la, pois fazê-lo só vai piorar o problema.

  1. 1 Passe um pouco de mel sobre a espinha. O mel tem propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias, o que o torna um bom produto para tratar a vermelhidão da pele. Procure por um mel 100% natural e puro.
    • Mergulhe um cotonete no mel e espalhe-o pela espinha. Deixe agir por 15 minutos e enxague com água morna, sem esfregar. Repita o processo quantas vezes forem necessárias.
    • Se preferir, mistura mel com canela ou pó de cúrcuma para formar uma pasta e aplique-a sobre a espinha utilizando um cotonete. A canela e a cúrcuma também têm propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas, o que reforça a ação do mel. Como a cúrcuma pode manchar a pele, teste-a no pulso ou atrás da orelha para ver qual será o efeito antes de aplicá-la em um local visível da pele.
  2. 2 Use o gelo para reduzir o inchaço e a vermelhidão. Assim como é utilizado no combate do inchaço muscular, o gelo também pode aliviar o inchaço de uma espinha. Você precisará apenas de uma toalhinha limpa e um pouco de gelo.
    • Enrole os cubos de gelo na toalhinha e aplique sobre a espinha por 20 minutos. Se precisar repetir o processo, espere 20 minutos.
  3. 3 Use o pepino. Trata-se de um fruto refrescante que contém propriedades adstringentes que ajudam na redução do inchaço e da vermelhidão. Coloque o pepino na geladeira antes de utilizá-lo na pele, para potencializar os efeitos.
    • Coloque uma fatia fina de pepino sobre a espinha e deixe até que ela aqueça com o calor da pele. Em seguida, substitua-a por uma fatia fria novamente. Repita quantas vezes forem necessárias.
  4. 4 Aplique hamamélis ou vinagre de cidra de maçã. Ambos os produtos podem ser encontrados em supermercados e lojas de produtos naturais. As propriedades adstringentes deles são capazes de reduzir o inchaço e a vermelhidão da espinha.
    • Use um cotonete para aplicar o produto escolhido sobre a espinha. Deixe secar e repita a aplicação quantas vezes forem necessárias.
    • Caso a pele fique irritada, interrompa o tratamento.
  5. 5 Aplique suco de limão na espinha. O suco tem propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas naturais, ajudando a resolver o problema.
    • Umedeça um cotonete em uma ou duas gotas de suco de limão fresco e esfregue-o sobre a espinha. Deixe o líquido agir por cinco minutos e enxague com água morna. Repita de três a quatro vezes ao dia, utilizando cotonetes limpos.
    • O suco de limão é ácido e pode causar uma certa ardência na espinha, além de poder manchar a pele caso você saia no sol logo após a aplicação. Tome muito cuidado com isso, ou você pode acabar ficando com uma mancha clara e permanente na pele.
  6. 6 Passe um pouco de aloe vera. O gel, proveniente da babosa, é utilizado há muito tempo no tratamento da pele irritada ou inflamada. Ele também tem propriedades adstringentes, comprimindo a pele e evitando espinhas. Você pode comprar gel de aloe vera em uma farmácia ou abrir uma folha de babosa para extraí-lo manualmente.
    • Mergulhe um cotonete no gel e aplique-o diretamente à espinha. Deixe secar e enxague o local com água morna. Repita a aplicação duas vezes ao dia.
    • Guarde a folha de babosa na geladeira para mantê-la fresca e use-a até acabar todo o gel.
    • Não coma o gel da babosa, pois ele pode causar diarreia, problemas renais e desequilíbrios de eletrólitos.

    Publicidade

  1. 1 Pingue um colírio sobre a espinha. Os colírios para o combate da vermelhidão dos olhos contêm tetraidrozolina, uma droga que comprime os vasos sanguíneos e pode reduzir o fluxo de sangue até a espinha, aliviando o problema temporariamente.
    • Pingue uma ou duas gotas do colírio em um cotonete e aplique-o na espinha.
    • Saiba que os efeitos do colírio durarão no máximo uma hora. Use a técnica logo antes do evento especial e repita a aplicação durante ele.
  2. 2 Prepare uma pasta de aspirina. A aspirina contém ácido salicílico e pode ajudar a reduzir a inflamação e a vermelhidão da pele. Procure por comprimidos sem revestimento entérico, pois é preciso dissolvê-los.
    • Mergulhe de dois a três comprimidos de aspirina em uma colher de chá de água. Deixe que dissolvam e misture-os para formar uma pasta. Aplique sobre a espinha com um cotonete e deixe secar. Em seguida, enxague com água morna.
  3. 3 Experimente um tratamento com ácido salicílico. Procure por pomadas ou cremes próprios para o combate da acne em uma farmácia, tentando encontrar uma opção que contenha ácido salicílico. Aplique uma pequena quantidade do produto antes de dormir, sempre seguindo as instruções da bula.
    • Procure por produtos que contenham de 0,5% a 1% de ácido salicílico, com um pH de 3 a 4. Em casos mais graves, use uma concentração de 2%. Existem também alguns produtos de limpeza facial que contêm o ácido, mas ele funciona melhor quando seca na pele, o que torna os cremes e pomadas mais eficazes.
    • Procure por tratamentos localizados em farmácias e perfumarias.
    • Produtos contendo peróxido de benzoíla também são uma opção. Porém, é melhor usar um tratamento de cada vez. Jamais misture peróxido de benzoíla e ácido salicílico.

    Publicidade

  1. 1 Cubra a espinha com maquiagem. Se nenhuma das técnicas anteriores funcionou, você ainda pode recorrer à maquiagem: passe um pouco de corretivo sobre a espinha para disfarçá-la.
    • Passe uma base ou um hidratante tonificador sobre o rosto. Em seguida, aplique um sérum ou hidratante facial sobre a espinha para hidratá-la e aliviar a vermelhidão.
    • Desenhe um X sobre a espinha com o corretivo utilizando um pincelzinho. Desenhe um círculo ao redor do X e mescle o produto utilizando as pontas dos dedos. Vá dando batidinhas sobre o corretivo para mesclá-lo melhor. Nada de esfregar os dedos na pele!
    • Em seguida, aplique uma base sobre o corretivo para fixá-lo.
  2. 2 Use acessórios para chamar menos atenção para a espinha. Um colar chamativo ou um par de brincos bonito pode distrair o olhar dos outros. Combine os acessórios com as roupas para destacar uma outra parte do corpo e fazer com que ninguém note a espinha.
  3. 3 Durma bem, Muitas pessoas não sabem, mas uma boa noite de sono, com pelo menos oito horas, pode ajudar a melhorar a qualidade da pele pela manhã.
    • Limpe e hidrate o rosto antes de deitar para não irritar mais a pele enquanto dorme. Se desejar, aplique também um tratamento tópico que contenha ácido salicílico sobre a espinha e deixe-o agir durante a noite.

    Publicidade

Este artigo foi coescrito por, Mohiba Tareen é Dermatologista e é fundadora da Tareen Dermatology, clínica localizada em Roseville, Mapplewood e em Faribault, Minnesota. A Dra. Tareen se formou em medicina pela University of Michigan em Ann Arbor, ocasião em que participou da prestigiosa sociedade Alpha Omega Alpha.

  1. Durante sua residência em dermatologia na Columbia University em Nova Iorque, ela recebeu o prêmio Conrad Striztler da New York Dermatologic Society, publicando trabalhos na The New England Journal of Medicine. A Dra.
  2. Tareen, em seguida, completou sua residência focada em cirurgia dermatológica, cosmética e em tratamentos à laser.

Este artigo foi visualizado 78 173 vezes. Categorias: Esta página foi acessada 78 173 vezes. : 3 Formas de Se Livrar de uma Espinha da Noite Para o Dia